- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

1.º de Maio: Dilma e Lula, juntos, no Vale do Anhangabaú

ENTREVISTA COM DOUGLAS IZZO
Nos siga noTelegram
A CUT – Central Única dos Trabalhadores vai realizar uma série de atividades em todo Brasil no domingo, 1.º de Maio, Dia do Trabalho. Como atrações maiores do evento principal, no Vale do Anhangabaú, em São Paulo, Dilma Rousseff e Lula.

As principais atividades estarão concentradas em São Paulo, mais precisamente, no Vale do Anhangabaú. A partir das 11 horas da manhã, serão realizados diversos shows populares e manifestações de apoio a Dilma Rousseff e contrárias ao processo de impeachment que a presidente poderá enfrentar no Senado Federal.

Em entrevista à Sputnik Brasil, o presidente da CUT São Paulo e coordenador regional da Frente Brasil Popular, Douglas Izzo, revelou que a própria Dilma deverá estar presente às celebrações na capital paulista, contando-se também como certa a presença do ex-Presidente Luiz Inácio Lula da Silva.

Professor da rede estadual de escolas de São Paulo, Douglas Izzo afirmou que as comemorações deste 1.º de Maio serão uma oportunidade especial para que a classe trabalhadora declare a sua solidariedade a uma presidente da República “que está sofrendo um processo injusto e não fundamentado, que poderá culminar com seu afastamento do cargo, ainda que de forma provisória”.

Ato dos Movimentos Sociais em Defesa da Democracia, no Vale do Anhangabaú, em São Paulo - Sputnik Brasil
MST e CUT preparam manifestações pela democracia e contra o impeachment em 1º de maio

“Em São Paulo realizaremos o 1.º de Maio no Vale do Anhangabaú, que foi o local escolhido, do ponto de vista simbólico, por ter sido o palco dos grandes comícios das Diretas Já, que culminaram com o fim da ditadura militar”, diz Douglas Izzo. “Vamos fazer o 1.º de Maio em defesa da democracia, em defesa do direito dos trabalhadores e contra o golpe.”

Sobre a presença de Dilma no ato da capital paulista, Izzo pensa que será importante que ela participe, “para construir um diálogo político e apresentar a nossa esperança”.

“Temos a informação de que algumas questões importantes envolvendo os projetos sociais do Governo poderão ser apresentados neste 1.º de Maio.”

O presidente da CUT São Paulo conta ainda que no Estado também serão realizadas comemorações em cidades importantes como Campinas, São Bernardo do Campo, Presidente Prudente e outras.

“No restante do país também realizaremos comemorações: em Brasília, que começa as atividades no dia 30 de abril, com a Virada Cultural, e segue com a comemoração e o debate político no dia primeiro; no Rio de Janeiro as atividades começam no dia 29 e continuam nos dias 30 e primeiro com uma grande atividade política também em defesa da democracia e dos direitos dos trabalhadores.”

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала