Donetsk: exército ucraniano lança mais de 200 projéteis em um dia só

© AP Photo / Vadim GhirdaUkraine government forces stand by a tank on a front line position east of the Sea of Azov port city, Mariupol, Ukraine
Ukraine government forces stand by a tank on a front line position east of the Sea of Azov port city, Mariupol, Ukraine - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Segundo a inteligência de Donetsk, houve 28 casos de violação do cessar-fogo em um dia por parte do exército ucraniano.

Rally Hear the Voice of Donbass in Donetsk - Sputnik Brasil
‘Política de duplos padrões’: Líder de Donetsk critica trabalho da OSCE
O exército ucraniano violou pelo menos 30 vezes o regime de cessar-fogo em Donbass, bombardeando o território da autoproclamada República Popular de Donetsk (RPD) com mais de 200 mísseis, disse aos jornalistas o vice-comandante do Corpo do Ministério da Defesa da República, Eduard Basurin.

“Durante as últimas 24 horas, os militares da Ucrânia bombardearam o território da república 213 vezes, violando o cessar-fogo 28 vezes. O inimigo lançou 34 granadas dos morteiros de calibres de 82 e 120 milímetros. Além disso, foram utilizados blindados, vários tipos de morteiros e armas ligeiras”, disse Basurin.

Segundo ele, a metralhada mais intensa com a utilização das armas proibidas pelos Acordos de Minsk foi orientada às posições que ficam perto de Donetsk, Gorlovka, Yasinovataya e Kominternovo.

“Todos os dados da violação dos Acordos de Minsk foram transmitidos aos representantes da missão OSCE e do Centro de Controle e Coordenação”, comunica Basurin.

Ameaça de invasão ucraniana?

Comboio com ajuda humanitária russa parte para o leste ucraniano - Sputnik Brasil
Rússia continuará entrega de ajuda humanitária em Donbass
A inteligência da República Popular de Donbass registrou uma grande concentração de material bélico ucraniano perto da linha de contato em Donbass também comunicou Basurin.

“Nosso serviço de informações regista a concentração das forças ao longo da linha de contato. Dois lançadores de foguete Grad, dois obuses autopropulsados, sete tanques e dez blindados  se deslocam perto da aldeia de Novoselovka. A sudeste desta povoação há dois lançadores Grad seis obuses autopropulsados e quatro tanques”, disse.

Além disso, segundo ele, 20 tanques se deslocam ao sul da localidade Zaporozhskoe.

“Todos os dados do serviço de informações são transmitidos para os observadores da OSCE”, sublinhou.

Em abril de 2014, Kiev iniciou uma operação militar nas províncias de Donetsk e Lugansk para apagar os focos de insatisfação com a mudança violenta de poder no país, ocorrida em fevereiro do mesmo ano. As hostilidades deixaram mais de nove mil mortos e 20.700 feridos, segundo números da ONU.

Povoado de Gorlovka, em Donbass, após ataque realizado por militares ucranianos. - Sputnik Brasil
Representante russo na UE: Donbass parece a Síria
A questão da solução do conflito está sendo discutida, inclusive no âmbito dos encontros do grupo de contato em Minsk que desde setembro de 2014 já aprovou três documentos que regulamentam os passos de diminuição da tensão, inclusive a. Porém, os dois lados do conflito denunciam violações regulares da trégua alcançada.

O último documento – de 12 de fevereiro – prevê um cessar-fogo total no leste da Ucrânia, a retirada de armas pesadas da linha de contato e criação de uma zona de segurança, assim como uma reforma constitucional com a entrada em vigor até o final do ano de 2015 de uma nova Constituição. Esta deve ter a descentralização como elemento-chave (tendo em conta as particularidades das regiões de Donetsk e Lugansk, acordadas com os representantes destas áreas), devendo também ser aprovada legislação sobre o estatuto especial de Donetsk e Lugansk.

Os dois lados não conseguiram cumprir os acordos até o final de 2015, conforme estava previsto inicialmente. Então, o prazo de realização dos acordos foi prolongado para 2016.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала