- Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Dilma acusa Eduardo Cunha de ser o "pecado original do impeachment"

© Valter Campanato/ Agência Brasil / Abrir o banco de imagensPresidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de abertura da Conferência Nacional de Direitos Humanos
Presidenta Dilma Rousseff durante cerimônia de abertura da Conferência Nacional de Direitos Humanos - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Ao participar da 12ª Conferência Nacional de Direitos Humanos, a Presidenta Dilma Rousseff voltou a criticar abertamente o presidente da Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha (PMDB-RJ). De acordo com a chefe de Estado brasileira, Cunha é o “pecado original” de todo o processo de impeachment contra ela, que está em análise no Senado Federal.

Dilma Rousseff disse para uma plateia de defensores dos direitos humanos que o presidente da Câmara, alvo de acusações e pedidos para ser investigado no Supremo Tribunal Federal, tentou fazer acordo com o governo para não entrar com o processo de impeachment contra ela.

“Esse processo tem um pecado original, que é o presidente da Câmara. O senhor presidente da Câmara queria fazer um jogo escuso com o governo. Qual era o jogo? 'Votem para impedir que eu seja julgado no Conselho de Ética, tirem os votos que o governo tem no conselho'. Eram três votos, e aí eu não entro no processo de impeachment. Um governo que aceita uma negociação dessas é um governo que entra em processo de apodrecimento. Por isso, nós nos recusamos a essa negociação.”

Dilma diz que Cunha é o “pecado original” do impeachment from Agência Brasil on Vimeo.

O Discurso de Dilma Rousseff repercutiu imediatamente nas redes sociais, entre brasileiros e até estrangeiros, que se dividiram em declarações contra e a favor da presidenta.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала