Moscou: russos são torturados em prisões ucranianas

Nos siga noTelegram
A Rússia apela a lançar uma investigação sobre as torturas de prisioneiros russos na Ucrânia.

Moscou tem razões para achar que os russos que estão presos na Ucrânia podem ser sujeitos a torturas, declarou Konstantin Dolgov, representante especial para os Direitos Humanos do Ministério russo das Relações Exteriores.

“Nós temos testemunhas ou, pelo menos, temos a informação de que os nossos cidadãos sofrem de torturas ou métodos de tortura nas prisões ucranianas”, disse Dolgov na coletiva realizada na sede da Rossiya Segodnya.

Manifestante como um prisioneiro - Sputnik Brasil
Chefe da CIA comenta declarações de presidenciáveis sobre torturas
O alto funcionário ministerial sublinhou também a necessidade de realização de uma investigação escrupulosa e, se os fatos forem confirmados, a autoridade ucraniana responsável deverá ser punida.

Cabe mencionar que, desde 1984, existe a Convenção das Nações Unidas contra a Tortura e Outros Tratamentos ou Penas Cruéis, Desumanos ou Degradantes, assinada pela Ucrânia ainda em 1986 e ratificada em 1987.

A Rússia (então União Soviética) assinou a convenção em 1985 e ratificou-a em 1987.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала