Tribunal americano condena hacker de origem russa a 7 anos de prisão

© flickr.com / Ivan David Gomez ArceHacker Rene
Hacker Rene - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Tribunal de Nova York condenou um cidadão da Estônia de origem russa a 7 anos e 3 meses de prisão por cibercriminalidade, informa a agência Rueters.

Segundo a sentença do juiz Lewis Kaplan, o condenado deve pagar ainda uma multa de $2,5 milhões (R$8,9 milhões).

As autoridades americanas afirmam que, em resultado da atividade criminosa de Vladimir Chaschin, 35 anos, 4 milhões de computadores por todo o mundo foram contaminados com um vírus malicioso.

Chaschin foi também considerado culpado de fraudes por meio de cliques falsos em anúncios na Internet.

O hacker confessou em junho, se mostrando arrependido das suas ações.
Em outubro de 2014, Vladimir Chaschin foi extraditado da Estônia, onde tinha sido condenado por lavagem de dinheiro.

O ministro das Relações exteriroes da Rússia, Sergei Lavrov, durante o encontro com a vice-presidente da Comissão Europeia, Kristalina Georgieva, em 8 de setembro de 2015 - Sputnik Brasil
Lavrov: Europa não será capaz de criar uma arquitetura de segurança sem a Rússia
Não são só os EUA que lutam contra o terrorismo

O Ministro da Defesa do Irã,  Hossein Dehghan, declarou que o seu país está pronto a cooperar com outros países na área da cibersegurança.

“No que se refere à propagação das ciberameaças e da necessidade de resistência séria  à destabilização e ao uso destrutivo do ciberespaço, estamos convencidos que este problema deve ser incluído na agenda de todas as conferências sobre a segurança internacional. Declaramos a nossa prontidão em cooperar com os outros países interessados na resistência efetiva a estas ameaças”, disse o ministro na Conferência sobre Segurança Internacional em Moscou. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала