Número de combatentes do Daesh no Afeganistão atinge 10 mil

© Foto / Youtube/PressTV DocumentariesMilitantes do grupo terrorista Daesh (proibida na Rússia) no Afeganistão
Militantes do grupo terrorista Daesh (proibida na Rússia) no Afeganistão - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O número de combatentes do Daesh (proibido na Rússia e reconhecido como terrorista pelo Brasil) no Afeganistão aumentou no último ano para 10.000, declarou hoje (26) a jornalistas Nikolai Bordyuzha, secretário-geral da Organização do Tratado de Segurança Coletiva (OTSC).

"Hoje, segundo alguns dados, há cerca de 10.000 combatentes do Daesh, ainda que no ano passado houvesse apenas algumas centenas. O processo de aumento ocorre de um modo natural — os militantes são expulsos da Síria, do Iraque em direção ao Afeganistão. Para nós é um perigo sério", disse Bordyuzha.

A situação no Afeganistão piorou visivelmente nos últimos meses. O movimento Talibã, que anteriormente tinha conquistado um grande território nas áreas rurais do país, lançou uma ofensiva contra as grandes cidades. Entretanto, no país está também crescendo a influência do Daesh.

Militantes do Taliban no Afeganistão - Sputnik Brasil
A luta continua: cerca de 50 militantes são eliminados no Afeganistão
O grupo terrorista Daesh autoproclamou-se "califado mundial" em 29 de junho de 2014, tornando-se imediatamente uma ameaça explícita à comunidade internacional e sendo reconhecido como a ameaça principal por vários países e organismos internacionais. Porém, o grupo terrorista tem suas origens ainda em 1999, quando um jihadista de tendência salafita, o jordaniano Abu Musab al-Zarqawi, fundou o grupo Jamaat al-Tawhid wal-Jihad.

Depois da invasão norte-americana no Iraque em 2003, esta organização começou a se fortalecer até se transformar, em 2006, no Estado Islâmico do Iraque. A ameaça representada por esta entidade foi reconhecida pelos serviços secretos dos EUA ainda naquela altura, mas secretamente, e nada foi feito para contê-la. Como resultado, surgiu em 2013 o Estado Islâmico do Iraque e do Levante, que agora abrange territórios no Iraque e na Síria, mantendo a instabilidade e fomentando conflitos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала