Canadá: intervenção do Ocidente não garante vitória sobre terrorismo

© AP Photo / Hani MohammedÁrea destruída por ataques da coalizão internacional liderada pela Arábia Saudita no Iêmen
Área destruída por ataques da coalizão internacional liderada pela Arábia Saudita no Iêmen - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O primeiro-ministro do Canadá, Justin Trudeau, declarou que na luta contra os terroristas do Estado Islâmico são as forças locais que devem exercer o papel-chave, visto que a ajuda do Ocidente nem sempre pode alcançar a estabilidade e a resolução deste problemas.

Primeiro-ministro turco Ahmet Davutoglu e Secretário-Geral da OTAN Jens Stoltenberg durante a conferência de imprensa na sede da aliança, Bruxelas, Bélgica, 30 de novembro de 2015 - Sputnik Brasil
Stoltenberg: OTAN pode cooperar com coalizão de países muçulmanos para combater o Daesh
“Nós entendemos que temos oportunidades de formação e apoio de inteligência às forças locais, para que lutem contra o Estado Islâmico de forma mais eficaz e direta. Temos visto em conflitos passados que as tropas ocidentais não leva necessariamente à estabilidade a longo prazo e à resolução de conflitos”.

Segundo ele, a chave do sucesso é através das forças locais, que  podem receber apoio a fim de ganhar de volta suas casas e suas terras. 

"Este é o papel que o Canadá tem desempenhado no passado e que continuará a desempenhar no futuro", disse o primeiro-ministro.

O Canadá faz parte da coalizão internacional liderada pelos Estados Unidos, que desde 2014 tem realizado ataques contra posições do Estado Islâmico na Síria e no Iraque. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала