Pentágono reconhece que EUA mataram 20 civis no Iraque e na Síria

© REUTERS / Khalil AshawiCivis na chuva ao lado de um prédio danificado na área de Maaret al-Numat, Síria
Civis na chuva ao lado de um prédio danificado na área de Maaret al-Numat, Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Pentágono reconhece que os bombardeios liderados pelos EUA tiraram a vida de 20 civis no Iraque e na Síria durante um período de cinco meses desde setembro do ano passado, segundo informou a AP nesta sexta-feira (22).

Kurdish People's Protection Units (YPG) fighters carry their weapons while riding on the back of a pick-up truck in Qamishli, Syria, March 11, 2016 - Sputnik Brasil
Confusão total na Síria: Grupos armados pelo Pentágono combatem protegidos da CIA
O Comando Central anunciou os resultados de numerosas investigações sobre baixas de civis decorrentes de ataques aéreos realizados contra alvos do Daesh (grupo terrorista autodenominado Estado Islâmico) entre 10 de setembro de 2015 e 2 de fevereiro de 2016.

Em um comunicado, o Pentágono disse que lamenta profundamente a perda involuntária de vidas e acrescenta que toma todas as precauções "possíveis" para evitar vítimas civis durante os ataques aéreos.

Desde o início dos bombardeios norte-americanos em 2014, Washington reconheceu um total de 41 civis mortos no Iraque e na Síria, informa a AP.

Segundo dados divulgados em março pelo Observatório Sírio para os Direitos Humanos (SOHR), porém, a coalizão antiterrorista liderada pelos EUA já matou 380 pessoas, incluindo 99 crianças e 67 mulheres, nos últimos 18 meses. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала