Novo livro do jornalista Giulietto Chiesa, 'Putinfobia', foi publicado na Itália

Nos siga noTelegram
O novo livro do renomado jornalista, escritor e político italiano Giulietto Chiesa, “Putinfobia”, foi publicado nesta quarta-feira na Itália e já despertou interesse do público.

Linha Direta com Vladimir Putin - Sputnik Brasil
Confira os melhores momentos das Linhas Diretas com Putin
A nova obra de Chiesa, publicada pela editora Piemme, é uma tentativa de analisar a origem e as raízes da russofobia, bem como os motivos do seu florescimento ativo atual, que ocorre num momento de uma das crises mais agudas do Ocidente.

Em conversa com Sputnik, Chiesa explicou que, inicialmente, o livro iria se chamar “Russofobia 2.0”’. No entanto, o seu editor sugeriu o título “Putinfobia”, que agradou o autor. “Concordei com essa sugestão, porque hoje, na Itália e no Ocidente em geral, a figura de Vladimir Putin representa a Rússia contemporânea. Essa situação pode ser interpretada do jeito que for, mas é um fato”, disse Chiesa.

“Vladimir Putin se tornou, há tempos, num dos políticos mais populares do mundo. Apesar disso, as assim denominadas mídias globais difamam ele de modo sistemático. Vale notar que, com frequência, o resultado da difamação é oposto. Por isso eu quis entender por que a popularidade do líder russo não para de crescer, mesmo com todos os esforços e recursos despendidos para o difamar”, explicou o jornalista.  

Caminhão com inscrição Wikileaks em frente à Casa Branca, em Washington DC, Estados Unidos - Sputnik Brasil
WikiLeaks: EUA patrocinam escândalo de Panama Papers, os alvos são Rússia e Putin
A capa do livro “Putinfobia” apresenta duas perguntas ao leitor: “Será mesmo a Rússia de Vladimir Putin o inimigo número 1 do Ocidente?” e “Não seria a Rússia a única e a última esperança do Ocidente?”.

Ao comentar essas perguntas para Sputnik, Chiesa destacou que sempre faz essas perguntas ao público em suas apresentações. “Tenho certeza de que a Rússia, além de não representar perigo, é a nossa maior aliada e um parceiro estratégico para muitos anos. Por isso a resposta é muito simples, e o livro a apresenta. Rússia não é uma ameaça para o Ocidente.”

Giulietto Chiesa foi correspondente do l'Unita e da La Stampa em Moscou por mais de 20 anos . Em 2004 foi eleito deputado do Parlamento Europeu, onde integrou diversas comissões parlamentares.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала