Rússia: prorrogação do contrato de trânsito de gás com Ucrânia traz riscos

© REUTERS / Gleb GaranichEstação de distribuição de gás na Ucrânia
Estação de distribuição de gás na Ucrânia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Rússia considera muito arriscado prorrogar o contrato de trânsito de gás com a Ucrânia para o período posterior a 2019, disse o ministro da Energia da Rússia, Aleksandr Novak.

Partes do gasoduto South Stream (Corrente do Sul) no local onde foi iniciada a construção do gasoduto, Sérvia, 11 de julho de 2014 - Sputnik Brasil
'Europa não tem alternativa ao gás russo'
“No momento está em vigor um contrato. Contrato cuja vigência, referente ao trânsito de gás pela Ucrânia, termina no fim de 2019, ou seja, a partir do primeiro de janeiro de 2020. Rússia está pronta para realização de negociações com objetivo de prorrogar esse contrato, mas, sabem, enxergamos grandes riscos para relacionados à prorrogação desse contrato. Pois a parte ucraniana já declarou a necessidade de aumentar o valor por esse trânsito em mais de duas vezes, comparando o o valor atual”, disse Novak em trovista à emissora de rádio russa Kommersant Fm.

"Se até o momento do vencimento do prazo do contrato não existir nenhuma infra-estrutura alternativa para transporte de gás, a condição de monopolista, por parte da Ucrânia, do ponto de vista de infra-estrutura para transporte de gás, permitirá que eles apresentem novamente propostas economicamente inviáveis e dificuldades podem surgir", alertou o ministro.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала