OSCE: Turquia deve corrigir sua legislação após bloqueio da Sputnik

© Sputnik / Igor RussakPavilhão da Sputnik durante a inauguração do SPIEF 2015
Pavilhão da Sputnik durante a inauguração do SPIEF 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A representante oficial da OSCE apelou a Turquia a mudar a sua legislação após bloqueio do site da Sputnik.

No seu comunicado, a Organização para a Segurança e Cooperação na Europa (OSCE é a sigla) qualificou o bloqueio do site da redação turca da Sputnik no país como um fato preocupante.

Segundo a representante da OSCE, a ação das autoridades turcas é uma medida "desproporcional que influencia de uma maneira negativa a liberdade de expressão e o pluralismo na mídia".

Radio Sputnik’s evening program has received an award from the Turkish Journalists' Association “For Advances in Journalism.” - Sputnik Brasil
Autoridades turcas ainda não comentaram o bloqueio do site da agência Sputnik
Ontem, o site da Sputnik ficou inacessível desde o território da Turquia. Ao tentar acessar a página, aparece uma mensagem que alega "medidas administrativas" implementadas em relação ao site.

Na manhã de hoje (15), as autoridades turcas confirmaram o fechamento do acesso ao site.

No entanto, a redação turca continua trabalhando no seu site, acessível de outros países, assim como postando no seu Twitter e Facebook.

A situação em torno do bloqueo do site da Sputnik na Turquia já foi comentada pela redatora-chefe da agência de notícias Sputnik, Margarita Simonyan. Ela qualificou as ações do governo turco como "sinal de censura e falta da liberdade de expressão" no país.

Mais cedo, o Ministério das Relações Exteriores da Federação da Rússia tinha expressado a esperança de que "estruturas internacionais especializadas, e primeiro a OSCE, não iriam deixar tais ações de Ancara sem atenção e dariam uma avaliação correspondente a elas".

Vale referir que a Sputnik não é o único alvo de restrições contra a mídia na Turquia. Em 4 de março, as autoridades da Turquia obrigaram a holding nacional Feza Media Group a mudar de proprietário. O jornal Zaman também teve o mesmo destino.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала