Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Jornalista sírio é morto na Turquia

© REUTERS / Murad Sezer/FilesBandeira do Daesh em um prédio localizado na fronteira da Síria com a Turquia
Bandeira do Daesh em um prédio localizado na fronteira da Síria com a Turquia - Sputnik Brasil
Nos siga no
O jornalista sírio que foi baleado na cabeça por membros do Daesh em Gaziantep, no sul da Turquia, no último final de semana acabou morrendo em um hospital da região nesta terça-feira, segundo informaram ativistas.

Agentes das forças pró-governamentais sírias na cidade de Rabia, na província síria de Latakia, Síria, 27 de janeiro de 2016 - Sputnik Brasil
Rússia: Turquia bombardeou posições do exército sírio em Latakia
Mohammed Zaher al-Shurqat, que era conhecido por suas duras críticas ao grupo jihadista, caminhava tranquilamente por uma rua da cidade turca, no domingo, quando foi surpreendido por um terrorista mascarado, de acordo com as agências Dogan e Anatolia. 

"Isso é uma ameaça a todos os pensadores livres que estão combatendo o extremismo e morando na Turquia", disse o ativista sírio Ibrahim al-Idelbi, que também vive em Gaziantep, em declarações à AFP.

A cidade onde al-Shurqat foi assassinado se tornou uma espécie de refúgio para diversos jornalistas e ativistas da Síria que tiveram que deixar o país justamente para escapar dos jihadistas. Mas a segurança na localidade já não é mais a mesma desde dezembro passado, quando o documentarista Naji Jerf, outro opositor ao avanço do Daesh, também foi executado a tiros. 

Em outubro, outros dois ativistas sírios, Ibrahim Abdelkader e Fares Hamadi, também foram mortos na Turquia por combatentes do Daesh. Esses crimes, no entanto, ocorreram na cidade de Sanliurfa.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала