Frente al-Nusra implanta 10 mil militantes no norte da Síria

© AFP 2022 / AMC / FADI AL-HALABI Jihadistas de Frente al-Nusra affiliada a Al-Qaeda's entram na cidade de Alepo no norte da Síria
Jihadistas de Frente al-Nusra affiliada a Al-Qaeda's entram na cidade de Alepo no norte da Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
De acordo com o Estado-Maior russo, o grupo terrorista Frente al-Nusra implantou até 10 mil militantes perto da cidade síria de Aleppo preparando uma grande ofensiva.

Jihadistas de Frente al-Nusra affiliada a Al-Qaeda's entram na cidade de Alepo no norte da Síria - Sputnik Brasil
Turquia fornece armas à Frente al-Nusra com apoio de oposicionistas controlados por EUA
"De acordo com nossa inteligência, cerca de 8.000 militantes da Frente Al-Nusra foram implantados no sudoeste de Aleppo, enquanto outros 1.500 militantes foram mobilizados ao norte da cidade", disse o tenente-general Sergei Rudskoy nesta segunda-feira (11).

"Sabe-se que uma ofensiva em larga escala está prevista por parte dos terroristas da Al-Nusra para cortar a estrada que liga Aleppo e Damasco", afirmou. 

Ele acrescentou que a Frente Al-Nusra tem realizado combates no norte e no sul de Aleppo.

De acordo com Rudskoy, as forças do governo sírio não estão planejando atacar Aleppo, seus esforços estão focados em prevenir um bloqueio do norte da Síria.

"Os terroristas continuam os ataques sobre Sheikh Maqsoud e al-Zagra nos arredores de Aleppo", destacou o tenente-general. 

"Se esses ataques forem bem sucedidos, as partes do norte da Síria podem cair sob bloqueio novamente. É por isso que todas as ações do exército sírio e da aviação russa agora visam frustrar os planos da Frente al-Nusra. Não está nos planos a tomada da cidade de Aleppo", sublinhou o general.

Manifestantes com bandeiras da Frente Nusra - Sputnik Brasil
Líder da Frente al-Nusra é eliminado na Síria
Ainda de acordo com o Estado-Marior russo, o fluxo de armas e militantes reforçando o grupo terrorista da Frente al-Nusra continua perto da fronteira turco-síria, incluindo nas áreas controladas por grupos de oposição apoiados pelos Estados Unidos. 

“A Rússia pediu aos Estados Unidos para conter os militantes perto de Aleppo”, disse Rudskoy.

De acordo com o primeiro-ministro sírio, Wael Nader Halqi, o exército sírio apoiado pela Força Aérea russa estava planejando assumir o controle sobre Aleppo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала