Putin sobre 'Panama Papers': informação produzida para desestabilizar a Rússia

© Sputnik / Alexei Nikolsky / Abrir o banco de imagensPresidente da Rússia Vladimir Putin
Presidente da Rússia Vladimir Putin - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente da Rússia, Vladimir Putin, negou que haja ‘elementos de corrupção’ em relação a ele e seu círculo de pessoas na divulgação dos ‘Panama Papers’. Segundo ele, são documentos produzidos para desestabilizar a Rússia.

O líder russo esteve nesta quinta-feira (7) no fórum "Verdade e Justiça", em São Petersburgo, organizado para as mídias regionais e municipais da Rússia.

"Então, nós temos alguns amigos do presidente russo. Ele fez algo, provavelmente existe um aspecto de corrupção sobre ele… Mas que aspecto exatamente? Bem, não existe nenhum", disse Putin, acrescentando que não foi mencionado em nenhum dos documentos. 

"Vocês são todos jornalistas e vocês sabem o que é um produto informacional… Eles plantaram através dos fundos offshore. Putin não está lá, não há nada para falar sobre isso. Mas a tarefa foi designada! Então o que eles fizeram? Eles criaram um produto informacional por ter encontrado alguns conhecidos e amigos", disse o presidente.  

"O WikiLeaks já mostrou quem está por trás deste escândalo", acrescentou. 

De acordo com Putin, o episódio dos ‘Panama Papers’ é uma nova tentativa de desestabilizar a Rússia por dentro e torná-la ‘mais palpável’. 

"A maneira mais fácil de fazer isso é induzir alguma desconfiança às autoridades dentro da sociedade", disse Putin, acrescentando que os criadores do vazamento visavam a unidade multiétnica do povo russo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала