Regimento Imortal: russos recordam Segunda Guerra Mundial criando rede social

© REUTERS / Host Photo AgencyO presidente russo, Vladimir Putin com um retrato do seu pai, veterano de guerra durante a marcha Regimento Imortal na Praça Vermelha durante as celebrações do Dia da vitória em Moscovo, Rússia, 9 de maio de 2015
O presidente russo, Vladimir Putin com um retrato do seu pai, veterano de guerra durante a marcha Regimento Imortal na Praça Vermelha durante as celebrações do Dia da vitória em Moscovo, Rússia, 9 de maio de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O movimento social “Regimento Imortal” reúne 290 milhões de descendentes de participantes da Grande Guerra Patriótica (Segunda Guerra Mundial) de 1941-1945 espalhados por todo o mundo.

O movimento visa preservar a memória sobre a geração que venceu a guerra. Os participantes saem às ruas e integram uma passeata transportando fotografias dos seus parentes daquela geração: militares, marinheiros, guerrilheiros, trabalhadores da retaguarda, prisioneiros do campo de concentração, crianças nascida naquela época. 

Motores da Guerra: Coleção Exclusiva de Veículos da Segunda Guerra Mundial em Moscou - Sputnik Brasil
Motores da Guerra: Coleção Exclusiva de Veículos da Segunda Guerra Mundial em Moscou
A ação foi iniciada em 2012 durante os festejos do Dia da Vitória na cidade russa de Tomsk. O debute reuniu seis mil pessoas. Já em 2014 do movimento participaram 500 cidades, na Rússia e em outros países.

Em 2015 o “Regimento Imortal” abrangeu 13 países, entre eles a Rússia, Alemanha, Israel, Cazaquistão, Noruega, EUA, Ucrânia. Só na Rússia o número de manifestantes atingiu 12 milhões. A ação em Moscou foi dirigida pelo presidente russo, Vladimir Putin. 

A ação Regimento Immortal na Praça Vermelha - Sputnik Brasil
Putin lidera passeata "Regimento Imortal" na Praça Vermelha
Em abril de 2016, o movimento Regimento Imortal criou o portal www.polkrf.ru.

“Criámos um portal único que funciona na base da tecnologia de redes sociais e possibilita aos participantes do movimento “Regimento Imortal” reunirem-se em todo o mundo. Isso dará a possibilidade de se verem e começarem a se comunicar;” disse Nikolay Zemtsov, um dos líderes da ação.

O organizador adicionou que cinco cidades dos EUA aderiram ao movimento, incluindo Nova York, também aderiram o Montenegro, ativistas do Normandie-Niemen [divisão francesa] cujos 100 representantes vão participar da marcha na Praça Vermelha em 9 de maio”.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала