Delegação da Federação do Curdistão do Norte da Síria não pôde vir a Moscou

© AFP 2022 / JALAA MAREYFronteira entre a Síria e o Iraque
Fronteira entre a Síria e o Iraque - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A delegação da Federação do Curdistão do Norte da Síria não pôde visitar Moscou porque ficou parada na fronteira entre a Síria e o Curdistão iraquiano pelas forças curdas peshmerga, disse nesta terça-feira (5) o representante do Curdistão sírio.

De acordo com os representantes do Curdistão sírio, a delegação não recebeu nenhuma explicação sobre a recusa de prosseguir viagem.

“A delegação do Curdistão sírio, que, em particular, incluía Biriban Osman Hassan, copresidente do Governo do cantão de Kobane, e Norin Akvar, representante da poderosa organização feminina Star Union of Women, foram proibidos de atravessar a fronteira entre a Síria e o Iraque pelas forças peshmerga [milícia do Curdistão iraquiano]”, informa a agência de notícias RIA Novosti.

Os curdos sírios deveriam encontrar-se com os líderes de algumas partes parlamentares para discutir os projetos da Federação do Curdistão do Norte da Síria, e também participar na mesa redonda “Mulheres contra extremismo religioso no Oriente Médio” em 8 de abril, na câmara baixa da Rússia.

Raqqa - Sputnik Brasil
Forças curdas se preparam para a retomada de Raqqa
Na conferência constitucional, realizada na província de Hasakah em 17 de março, os curdos sírios anunciaram a criação da região federal no norte do país, o chamado o Sistema Democrático Federal de Rojava e Norte da Síria.

O presidente sírio Bashar Assad disse em entrevista a Sputnik, publicada na semana passada, que será impossível para a Síria existir como Estado federal porque o país é muito pequeno. Ele também disse que a maioria dos curdos quer viver em um país único.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала