Bombardeios mútuos ocorrem na zona de Nagorno-Karabakh

© Sputnik / Iliya Pitalev / Abrir o banco de imagensCasas destruídas na cidade de Shusha na autoproclamada República Nagorno-Karabakh
Casas destruídas na cidade de Shusha na autoproclamada República Nagorno-Karabakh - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Este domingo de manhã (3), as Forças Armadas do Azerbaijão e as da auto-proclamada República do Nagorno-Karabakh (NKR) se envolveram em um combate de artilharia, relata um correspondente da Sputnik.

O tiroteio ocorre na área em torno da cidade de Martakert de Karabakh, a cerca de 2,5 quilômetros da linha de contato Karabakh-Azerbaijão.

“Estão sendo disparados obuses do lado do Azerbaijão, segundo fontes militares da NKR. Pelo menos, cinco obuses explodiram por volta das 14:00 da tarde, horário local (10:00 GMT).

O fogo foi aberto não obstante a declaração da parte azeri sobre a suspensão das ações militares. Mais tarde, o ministro da Defesa da Armênia chamou a afirmação de ‘armadilha de informação, que não significa a suspensão do fogo unilateral”.

Baku - Sputnik Brasil
Azerbaijão anuncia suspensão unilateral das ações militares em Karabakh
No sábado, 25 obuses foram disparados contra a cidade, de acordo com o chefe da administração local, Vladik Khachatryan. Não há vítimas civis já que a população da cidade está atualmente em abrigos antiaéreos, acrescentou Khachatryan.

Nagorno-Karabakh é uma região disputada no Sul do Cáucaso, que formalmente faz parte do Azerbaijão, mas populado principalmente por armênios. Na prática, o território é uma província com administração própria, mas sem reconhecimento da comunidade internacional.

O conflito em Nagorno-Karabakh começou em 1988, quando a região autônoma buscou separação da República Socialista Soviética do Azerbaijão antes de proclamar independência, após o colapso da União Soviética em 1991.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала