Conflito ao sul da Rússia está piorando

© Sputnik / Ilya Pitalev / Abrir o banco de imagensMilitares da autoproclamada República de Nagorno-Karabakh participaram de confrontos com as Forças Armadas do Azerbaijão em 2015; agora, o conflito entrou em uma nova fase
Militares da autoproclamada República de Nagorno-Karabakh participaram de confrontos com as Forças Armadas do Azerbaijão em 2015; agora, o conflito entrou em uma nova fase - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Moscou está acompanhando a situação em Nagorno-Karabakh, disse neste sábado (2) a representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Federação da Rússia, Maria Zakharova.

"O Ministério das Relações Exteriores russo mantém contato permanente com a liderança dos ministérios do Exterior da Armênia e do Azerbaijão", disse Zakharova, citada pelo site oficial da chancelaria.

Ela frisou também que Moscou "está profundamente preocupada" com a intensificação do conflito nessa região e apelou as partes a cessarem as hostilidades.

Este sábado de manhã a Armênia e o Azerbaijão anunciaram tiroteios na zona do conflito em Nagorno-Karabakh, região disputada por estes dois países.

Ambos os ministérios da Defesa, o azeri e o armênio, alegam ações militares da outra parte. Há também informações sobre perdas de ambos os lados.

Oficialmente, as forças armadas de Nagorno-Karabakh são distintas do Exército armênio. Mas o Azerbaijão não acredita e considera que todos os destacamentos da região fazem parte das tropas da Armênia.

O conflito entre a Armênia e o Azerbaijão, ao sul da Rússia, começou em fevereiro de 1988, quando a região de Nagorno-Karabakh anunciou a sua separação da República Soviética do Azerbaijão. A Arménia é um país de confissão religiosa maioritariamente cristã; o Azerbaijão é maioritariamente muçulmano.

© Sputnik / Ilya Pitalev / Abrir o banco de imagensUm bairro habitado na cidade de Stepanakert, uma das maiores da autoproclamada República de Nagorno-Karabakh
Um bairro habitado na cidade de Stepanakert, uma das maiores da autoproclamada República de Nagorno-Karabakh - Sputnik Brasil
Um bairro habitado na cidade de Stepanakert, uma das maiores da autoproclamada República de Nagorno-Karabakh
Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала