Tribunal absolve radical sérvio

© AP Photo / Andrej CukicEm 24 de março, Vojislav Seselj participou de um ato pró-Radovan Karadzic, primeiro presidente da Respublika Srpska, reconhecido pelo ICTY como culpado de genocídio naquele dia
Em 24 de março, Vojislav Seselj participou de um ato pró-Radovan Karadzic, primeiro presidente da Respublika Srpska, reconhecido pelo ICTY como culpado de genocídio naquele dia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O Tribunal Internacional para Assuntos da Antiga Iugoslávia (ICTY), em Haia, absolveu Vojislav Seselj, presidente do Partido Radical Sérvio.

Vojislav Seselj foi investigado por supostos crimes de guerra durante a guerra nos Bálcãs entre 1991 e 1993.

A acusação contra ele foi apresentada em fevereiro de 2003. Eram nove itens, que incluem persecução por motivos políticos, raciais e religiosos, violência e ações desumanas, torturas e destruição de povoados. O líder do Partido Radical Sérvio foi reconhecido não culpável por todos os nove itens.

"Nós compreendemos completamente que muitas vítimas e comunidades serão desilusionadas pela decisão da câmara de juízes", reconhece o comunicado oficial do ICTY.

A parte da acusação irá considerar a possibilidade de apelar contra o resultado do julgamento.

Seselj passou vários anos na prisão preventiva, onde a sua saúde piorou. Ele não esteve presente durante o pronunciamento da sentença por estar em Belgrado (Sérvia) desde 12 de novembro de 2014.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала