Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para
 - Sputnik Brasil
Notícias do Brasil
Notícias sobre política, economia e sociedade do Brasil. Entrevistas e análises de especialistas sobre assuntos que importam ao país.

Tribunal de Estrasburgo: morte de brasileiro foi legítima

© AP Photo / Matt DunhamPessoas trazerem flores à placa memorial na estação Stockwell no dia de 10º aniversário da morte de Jean Charles de Menezes
Pessoas trazerem flores à placa memorial na estação Stockwell no dia de 10º aniversário da morte de Jean Charles de Menezes - Sputnik Brasil
Nos siga no
O Tribunal Europeu dos Direitos Humanos (TEDH) apoiou o lado britânico e justificou as ações dos policiais que mataram um brasileiro em metrô de Londres mais de 10 anos atrás.

Em 2005 os policiais britânicos mataram a tiro o brasileiro de 27 anos Jean Charles de Menezes, embora mais tarde se tenha tornado claro que ele não tinha nada a ver com qualquer atividade terrorista e trabalhava em Londres como eletricista.

O acidente aconteceu na estação de metrô de Londres Stockwell em 22 de julho de 2005.

Na altura, após uma série de atentados no metrô de Londres que levaram vidas de 56 londrinos, a polícia britânica recebeu a ordem de atirar para matar contra todos os que provocassem suspeitas incontestáveis de estar relacionados com o terrorismo.

​A prima do brasileiro Patricia Armani da Silva apelou ao TEDH, apresentando a demanda judicial segundo a qual o Reino Unido teria violado o artigo 2 da Convenção Europeia dos Direitos Humanos, que estabelece o direito à vida.

A decisão do órgão do Conselho da Europa divulgada nesta quarta-feira (30) diz que as autoridades estudaram cuidadosamente o incidente e não acharam motivos para chamar os policiais a responsabilidade.

​De acordo com testemunhos dos policiais britânicos, Jean Charles usava um casaco que poderia esconder armas ou explosivos e agiu de forma suspeita ao saltar os torniquetes e passar correndo pela estação.

Logo após fazer isso ele foi baleado na cabeça por um policial, já num vagão de trem.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала