Será que EUA devem sair da OTAN?

© AP Photo / Mindaugas KulbisSoldados da OTAN
Soldados da OTAN - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Frente ao próximo aniversário da fundação da Aliança Atlântica, em vez de repetir os antigos clichés sobre a sua importância para a segurança dos EUA e a paz no mundo, uma publicação americana faz uma pergunta interessante – será que as obrigações dos Estados Unidos frente a OTAN servem os seus próprios interesses no século XXI?

Em abril, a Aliança Atlântica comemorará o seu 67º aniversário da sua fundação.

Soldado das tropas norte-americanas na província de Candaar, Afeganistão - Sputnik Brasil
Ações militares dos EUA ficam fora dos manuais de história
De acordo com um artigo de Ted Galen Carpenter no jornal The National Interest, especialista em política internacional, há cada vez mais provas de que a participação na aliança militar não corresponde aos interesses dos Estados Unidos.  

“A criação da OTAN em 1949 marcou o afastamento da América da sua política tradicional de não participação em alianças estrangeiras e a recusa da retórica de intervenção,” notou o autor.

A política de não intervenção foi seriamente minada pela participação nas duas guerras mundiais durante a vida de uma geração e, especialmente, o ataque a Pearl Harbor, nota. Na altura, a decisão de criação da OTAN, “que se tornou uma aliança dura com as potências europeias”, nas palavras de Carpenter, mostrou de que forma a posição de Washington mudou.

Mas, no mundo de hoje, a situação na segurança mundial mudou seriamente, explicou o especialista americano, falando primeiramente do ponto de vista dos EUA e pondo em questão a necessidade de fazer parte da aliança.

Soldado dinamarquês - Sputnik Brasil
Todos juntos contra a ‘ameaça russa’? EUA pressionam Europa a gastar mais na defesa
A primeira razão, segundo ele, tem a ver com o aspeto financeiro: os Estados Unidos insistem na sua posição de líder da aliança e, claro, gastam mais do que os outros participantes. Os EUA gastam cerca de 4% do seu PIB com as suas Forças Armadas; já o mais que os países-membros da OTAN na Europa gastam é 1,6%. Esta é uma diferença significativa, sublinha o autor.

A segunda razão tem a ver com a questão da segurança europeia e o equilíbrio de poder em geral, que mudou significativamente durante os anos de existência da aliança e da participação americana nesta.

Nas primeiras décadas de existência da Aliança Atlântica, o objetivo de Washington era claro – garantir a segurança dos países mais importantes, tais como a Alemanha Ocidental, Itália, França e Reino Unido. Mas, com a dissolução da União Soviética em 1991, as autoridades americanas começaram a ampliar a Aliança por via de integração de novos países da Europa Central e mesmo da Europa de Leste.

Podgorica, Montenegro - Sputnik Brasil
Pronto, falei: Montenegro não quer realizar referendo sobre adesão à OTAN
Uma das decisões que o especialista põe em questão é o recente convite feito ao Montenegro de aderir à aliança. É claro, sublinha ele, que o país balcânico não tem muitos inimigos, mas de que forma os EUA poderão garantir a sua segurança? – eis a questão importante. Especialmente tendo em conta o artigo 5º do Tratado da OTAN, que prevê a obrigação de prestar apoio militar incondicional – quer dizer, uma agressão contra um país é considerada agressão contra todos os países aliados.

“A política americana na OTAN carece cada vez mais de racionalidade e eficiência. Já é mais do que tempo de realizar uma análise multilateral desta política e considerar a variante mais radical: a saída dos EUA da Aliança Atlântica”, notou.

Para concluir, o autor nota que lhe parece que os apoiantes da OTAN não compreendem a importância de mudanças nas relações internacionais e na atual situação política. Para eles, a prioridade maior é a conservação da aliança e não a segurança e a prosperidade da América. De acordo com o especialista, está na hora de reconsiderar as suas posições, políticas e, claro, os gastos militares.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала