Governo Macri gera polêmica com decisão de tirar Argentina da Telesur

© AFP 2022 / Eitan Abramovich Mauricio Macri, presidente de Argentina
Mauricio Macri, presidente de Argentina - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A decisão do governo de Mauricio Macri de acabar com o financiamento da rede de TV Telesur, da qual a Argentina participava desde sua fundação, em 2005, está provocando uma grande onda de protestos no país.

Entre os maiores críticos da medida, tomada pelo ministro argentino de Mídia e Conteúdos Públicos, Hernán Lombardi, e pelo secretário de Comunicação Pública, Jorge Grecco, está Adolfo Pérez Esquivel, vencedor do Nobel da Paz (1980) e membro do conselho consultivo do canal, para quem a manobra não passa de uma tentativa de censurar a atual oposição argentina. 

Nas redes sociais, diversas pessoas se manifestaram contra a decisão, afirmando que a mesma reflete o autoritarismo do governo Macri, que tem como objetivo privilegiar certos grupos de mídias do país. 

Caso a Argentina siga adiante com o plano, ela será o primeiro sócio-fundador a abandonar a TeleSur, da qual detém 16% das ações. Com a desvinculação, o canal deixará de fazer parte da plataforma de televisão estatal, não sendo mais obrigatório nos pacotes de transmissão das operadoras de TV a cabo, como vinha acontecendo desde 2010. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала