Síria: militantes mataram 67 civis em Aleppo desde trégua

© Sputnik / Ilya PItalev / Abrir o banco de imagensCidade de Aleppo vista de um prédio arruinado
Cidade de Aleppo vista de um prédio arruinado - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
De acordo com o centro russo para reconciliação síria, militantes assassinaram 67 civis em Aleppo, na Síria, desde que o regime de cessar-fogo entrou em vigor, no dia 27 de fevereiro.

Aviões de assalto russos Su-25 que regressaram para a Rússia da base aérea de Hmeymim na Síria, Primorsk-Ahtarsk, Rússia, 17 de março de 2016 - Sputnik Brasil
No meio de retirada aviação russa continua combatendo terrorismo na Síria
“Desde de 27 fevereiro, 67 civis foram mortos e outros 65 ficaram feridos em Alepp, inclusive mulheres e crianças”, declarou o comandante do centro russo para reconciliação síria, tenente-general Sergei Kuralenko.

Ainda segundo Kuralenko, militantes em Homs bombardearam forças do governo duas vezes neste sábado. Um soldado foi morto.

“Na província de Homs, combatentes dos grupos armados Liwa al-Haqq e Ahrar ash-Sham dispararam duas vezes contra bloqueios das forças governamentais em estradas, matando um soldado sírio.”

Kuralenko declarou, entretanto, que regime de cessar-fogo vem sendo geralmente respeitado na Síria. Ele afirmou que não houve violações envolvendo armas pesadas nas últimas 24 horas. O comandante disse ainda que grupos armados bombardeiam áreas populadas, mas o exército sírio não retorna fogo.

Aviões de assalto russos Su-25 que regressaram para a Rússia da base aérea de Hmeymim na Síria, Primorsk-Ahtarsk, Rússia, 17 de março de 2016 - Sputnik Brasil
No meio de retirada aviação russa continua combatendo terrorismo na Síria
No dia 25 de fevereiro, a Rússia enviou aos Estados Unidos propostas sobre o controle do regime de cessar-fogo, mas ainda não recebeu uma resposta. Segundo Kuralenko, é inaceitável adiar a adoção de um documento sobre o monitoramento das violações na Síria.

“Acreditamos que atrasar a adoção desse documento é inaceitável porque leva a novas vítimas entre a população civil.”

O centro russo para reconciliação síria levou duas toneladas de ajuda humanitária à cidade de Harasta, na província de Damasco, neste sábado.

No dia 22 de fevereiro, Rússia e Estados Unidos chegaram a um acordo para um cessar-fogo na Síria. O acordo entrou em vigor no dia 27 de fevereiro, mas não se aplica ao Daesh nem à Frente Nusra, grupos terroristas em ação no país.

O governo sírio interrompeu suas ações militares, e algumas forças de oposição se mostraram céticas quanto ao acordo, mas, de forma geral, aderiram ao cessar-fogo.

 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала