Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Mídia: declarações anti-russas da Polônia incomodam cada vez mais aos EUA e à UE

© REUTERS / Kacper PempelMulher carrega bandeiras da Polônia durante protesto exigindo respeito à Constituição por parte do novo governo do país, Varsóvia, 12 de março de 2016
Mulher carrega bandeiras da Polônia durante protesto exigindo respeito à Constituição por parte do novo governo do país, Varsóvia, 12 de março de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os EUA estão enviando sinais muito claros à Polônia de que Washington enxerga com grande apreensão o distanciamento de Varsóvia dos princípios democráticos, escreve a edição europeia da revista Politico.

O artigo destaca que as recentes divergências entre o governo polonês e o resto do mundo ocidental diminuem substancialmente as chances de a OTAN apoiar exigências da Polônia voltadas para uma confrontação ainda maior com a Rússia.

“Os diplomatas ocidentais ficam loucos quando o assunto o recai sobre o desejo da Polônia em aprovar na próxima reunião da OTAN, em julho, um acordo sobre a constante presença das forças da OTAN em seu território, para conter uma suposta agressão russa. Países como Alemanha e França simplesmente não querem aprovar tal decisão por medo de agravar a confrontação com a Rússia” – explica a publicação.

Os autores do artigo vinculam a relutância em apoiar a Polônia à uma brusca deterioração das relações entre Varsóvia e Washington, provocada pelo recente conflito entre o governo polonês e o Tribunal Constitucional deste país.

Polonesa segura uma bandeira do país. - Sputnik Brasil
UE prepara sanções contra o novo governo da Polônia
O Tribunal Constitucional da Polônia considerou como inconstitucionais algumas decisões governamentais relativas à mudança nos procedimentos de suas audiências judiciais, mas o governo se recusou a publicar este parecer, impedindo a decisão do tribunal de entrar em vigor.

A Comissão Europeia começou a preparar uma ação especial para forçar o governo nacional-conservador recém-eleito de Varsóvia a parar com suas mudanças controversas na Constituição da Polônia.

O artigo destaca que essas violações dos princípios democráticos estão sendo acompanhados de perto pelos EUA.

“Atualmente, Washington está tratando a Polônia como um parceiro a cada vez menos valioso e mais problemático” – escreve a publicação.

Nessas condições, o governo polonês terá grandes dificuldades em convencer os EUA de apoiar suas exigências em expandir a constante presenças da forças da OTAN em seu território, resume Politico.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала