EUA confirmam morte de um dos líderes do Daesh

Nos siga noTelegram
Um dos líderes do grupo terrorista Daesh (Estado Islâmico), Tarhan Batirashvili, mais conhecido como Abu Omar al-Shishani, foi morto em decorrência de um ferimento provocado por um ataque aéreo realizado na semana passada na Síria, informou a CNN citando por fonte representantes oficiais das Forças Armadas dos EUA.

A morte de al-Shishani foi confirmada à agência por dois militares, que, no entanto, não revelaram a procedência de suas informações. A possível eliminação do líder terrorista por ataque aéreo havia sido anunciada ainda na semana passada pelo Pentágono.

Agora, de acordo com a CNN, a cúpula militar dos EUA considera que al-Shishani foi realmente ferido pelo ataque aéreo da coalizão internacional, vindo a falecer posteriormente. Tal versão chegou a ser veiculada por uma série de mídias norte-americanas, segundo as quais o terrorista entrou em coma, chegando a ser internado num hospital sírio em território controlado pelo Daesh, mas não resistiu aos ferimentos.

Comandante do Estado Islâmico Abu Omar al-Shishani - Sputnik Brasil
Pentágono anuncia possível eliminação de um dos líderes do Daesh
Na semana passada, o porta-voz do Pentágono, Peter Cook, revelou que a operação militar foi realizada em 4 de março, perto da cidade de Ash Shaddadi, na província síria de al-Hasakah. Nas palavras de Cook, ele ocupava altos cargos militares no Daesh, incluindo o de “ministro militar”, e sua eliminação representa um duro golpe contra a organização terrorista.

Fontes de mídias internacionais já informaram em diversas ocasiões, inclusive no ano passado, sobre a suposta morte ou prisão de al-Shashini, mas todas acabaram sendo negadas pelo Pentágono. O Departamento de Estado dos EUA chegou a anunciar uma recompensa de 5 milhões de dólares por informações que levassem à sua captura ou eliminação.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала