Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Coreia do Norte rompe todos os acordos de cooperação econômica com o Sul

© AFP 2021 / JUNG YEON-JEComplexo industrial de Kaesong que fica na fronteira entre as duas Coreias
Complexo industrial de Kaesong que fica na fronteira entre as duas Coreias - Sputnik Brasil
Nos siga no
O Comitê para Reunificação Pacífica da Pátria da Coreia do Norte declarou que todos os acordos sobre a cooperação econômica e intercâmbio entre os dois países se declaram inválidos, disse a agência de notícias japonesa Kyodo.

Míssil balístico da Coreia do Norte - Sputnik Brasil
Coreia do Norte lança dois mísseis balísticos em direção ao Mar do Japão
A Coreia do Norte explicou que as suas ações são uma resposta ao novo pacote de sanções econômicas por parte da Coreia do Sul. A decisão significa que todos os bens e capitais de empresas sul-coreanas na zona econômica conjunta de Kaesong serão requisitados a favor da Coreia do Norte.

Vale lembrar que na terça-feira (8) Seul ampliou a lista de sanções em relação à Coreia do Norte adicionando empresas e indivíduos, que na opinião da Coreia do Sul, participam na produção de armas de destruição em massa.

A nova resolução do Conselho de Segurança da ONU adotada em 2 de março com sanções mais duras prevê um embargo ao comércio de combustível de aviação ao país, controle de todas as cargas destinadas para o país, treinamento de especialistas norte-coreanos e etc.

Militares sul-coreanos e norte-americanos durante exercícios militares conjuntos da Coreia do Sul e EUA, cidade portuária de Pohang, Coreia do Sul, 7 de março de 2016 - Sputnik Brasil
Seul não confirma que Coreia do Norte pode equipar mísseis com ogivas nucleares
As relações entre as duas Coreias se agravaram novamente em 6 de janeiro quando a Coreia do Norte anunciou ter realizado o primeiro teste de uma bomba de hidrogênio. Na reunião extraordinária do Conselho de Segurança da ONU, todos os 15 membros do órgão tomaram a decisão de começar os trabalhos para uma nova resolução sobre a Coreia do Norte. O Conselho de Segurança da ONU admitiu que o país violou quatro das suas resoluções aprovadas entre 2006 e 2013 e que a situação criada ameaça a paz e a segurança internacionais.

A Rússia também condenou as provocações de Pyongyang, mas alertou para um possível isolamento completo do país, o que, além de prejudicar ainda mais a sua população civil, poderá fechar de vez a perspectiva da resolução político-diplomática do problema nuclear da península coreana.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала