Venezuela: Oposição anuncia referendo para tirar Maduro do poder

Nos siga noTelegram
A principal coligação da oposição venezuelana, a Mesa da Unidade Democrática (MUD), anunciou um plano para destituir o Presidente Nicolas Maduro de seu cargo no país, segundo relata a TeleSur nesta terça-feira (8).

​O plano consiste em, pelo menos, três etapas-chave: convocar manifestações pacíficas em massa, alterar a Constituição e executar um processo revogatório por meio de referendo.

"Temos que obter a renúncia de Nicolas Maduro", proclamou o secretário-executivo da MUD, Jesus Torrealba, durante a apresentação do plano.

Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro - Sputnik Brasil
Golpe branco: Oposições da Venezuela informam ao Brasil sobre queda do Governo Maduro
Mais especificamente, a MUD buscará passar uma emenda constitucional para garantir que novas eleições presidenciais sejam realizadas este ano. Além disso, Torrealba disse que a coligação planeja iniciar "imediatamente" a preparação da lei de referendo "para garantir a sua realização".

Quanto aos protestos, ele disse que o primeiro está previsto para o próximo sábado, 12 de março.

​Desde 2014 a Venezuela está imersa em uma grave crise política e econômica que levou, por um lado, a manifestações em massa e, por outro lado, a altos níveis de inflação. Além disso, o país foi severamente atingido pela crise internacional do petróleo.

Presidente da Venezuela, Nicolas Maduro - Sputnik Brasil
Maduro decreta Plano de Emergência Econômica para impulsionar a produção venezuelana
Nas últimas semanas, o governo de Maduro anunciou vários passos para mitigar a crise, entre eles seis medidas principais para enfrentar a emergência econômica, as quais envolvem um novo esquema de preços da gasolina e de investimento em câmbio, um novo sistema de alimentação e uma "revolução fiscal", entre outras.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала