Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Polícia turca invade jornal com gás lacrimogêneo e canhão d’água

© Ruptly (screenshot)Tear Gas, Water Cannon: Turkish Police Raid Zaman Newspaper in Istanbul
Tear Gas, Water Cannon: Turkish Police Raid Zaman Newspaper in Istanbul - Sputnik Brasil
Nos siga no
Na noite desta sexta-feira, a polícia entrou na redação do jornal Zaman, em Istambul, disparando gás lacrimogêneo contra manifestantes reunidos na porta do prédio. O Zaman está fortemente ligado ao movimento Hizmet, do clérigo Fethullah Gulen, que mora nos EUA.

A Turquia classificou o Hizmet como organização terrorista, alegando que o grupo tem como objetivo derrubar o Presidente Recep Tayyip Erdogan. Gulen, que já foi aliado de Erdogan, agora prega conflitos civis contra o presidente.

O ataque aos manifestantes do jornal Zaman acontece no momento em que o governo turco recebe críticas internacionais por causa de sua tentativa de abafar a liberdade de opinião jornalística.

Os protestos começaram após um tribunal de Istambul sentenciar, nesta sexta-feira, que o jornal seria tomado por administradores do governo. A decisão foi tomada sem que uma justificativa fosse divulgada.

Cartaz com imagem do presidente da Turquia, Recep Tayyip Erdogan - Sputnik Brasil
EUA alertam seus cidadãos sobre perigo de viajar para Turquia
Um manifestante carregava um cartaz que dizia “vamos lutar por uma imprensa livre”. O protesto acontecia de forma pacífica até que os manifestantes foram atingidos pelos canhões d’água e pelo gás lacrimogêneo disparados pela polícia turca.

Em resposta ao processo de controle estatal do veículo, o Zaman escreveu que a Turquia atravessa seus “dias mais escuros em termos de liberdade de imprensa.” O editor-chefe declarou que a medida do governo turco significava “o fim na prática da liberdade de imprensa na Turquia.”

O Departamento de Estado americano sustenta que a Turquia é um valioso aliado dos EUA na luta contra o Daesh e outras organizações terroristas. Nesta sexta, contudo, um porta-voz do Departamento de Estado afirmou que a tomada do jornal é a “mais recente em uma série de ações judiciais preocupantes tomadas pelo governo turco.”

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала