Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Crise nuclear com a Coreia do Norte é resultado de falha da ONU, diz especialista

© REUTERS / KCNANorth Korean leader Kim Jong Un reacts as he watches a long range rocket launch in this undated photo released by North Korea's Korean Central News Agency (KCNA) in Pyongyang February 7, 2016.
North Korean leader Kim Jong Un reacts as he watches a long range rocket launch in this undated photo released by North Korea's Korean Central News Agency (KCNA) in Pyongyang February 7, 2016. - Sputnik Brasil
Nos siga no
Integrantes do Conselho de Segurança da ONU ajudaram a mapear o caminho até a atual crise nuclear com a Coreia do Norte porque não cumpriram seus compromissos de não-proliferação, afirmou à Sputnik Michael Christ, diretor-executivo do órgão Físicos Internacionais Pela Prevenção de Uma Guerra Nuclear.

Líder norte-coreano Kim Jong-un - Sputnik Brasil
Coreia do Norte ignora sanções da ONU e segue com programa nuclear
Na última quinta-feira, o líder norte-coreano Kim Jong-un colocou seu país em alerta máximo menos de 24 horas depois de o Conselho de Segurança da ONU concordar, de forma unânime, em expandir o regime de sanções contra Pyongyang devido aos recentes testes de bomba nuclear e lançamentos de foguetes de longo alcance.

“A situação da Coreia do Norte é um produto de décadas de falhas pelas nações nucleares — membros permanentes do Conselho de Segurança da ONU — ao cumprimento das obrigações do Artigo 6 do Tratado de Não-Proliferação Nuclear (NPT) para negociar o fim das armas nucleares”, disse Christ nesta sexta-feira.

O NPT é um acordo internacional assinado por 190 países para impedir a proliferação de armas nucleares que também pede que os países nucleares busquem o desarmamento total.

“Os esforços dos países nucleares para restringir a proliferação horizontal vão fracassar enquanto eles próprios continuem a acumular milhares de armas nucleares”, completou Christ.

As novas sanções têm como alvo vários setores da economia norte-coreana, incluindo a proibição da venda de armas convencionais a Pyongyang e a entrega de combustível de aviação.

No início de janeiro, Pyongyang declarou ter realizado com sucesso um teste com uma bomba de hidrogênio. No mês seguinte, a Coreia do Norte disparou um foguete de longo alcance para supostamente posicionar um satélite em órbita, desafiando uma resolução do Conselho de Segurança da ONU.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала