Após ONU, EUA adotam mais sanções contra Coreia do Norte

© Sputnik / Ilia Pitalev / Abrir o banco de imagensKim Jong-un
Kim Jong-un - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Três órgãos públicos da Coreia do Norte bem como dois cidadãos do país foram incluídos em uma lista de sanções dos Estados Unidos devido a suposta participação nos esforços de proliferação do programa nuclear de Pyongyang, segundo informou o Departamento de Estado dos EUA.

Postos fronteiriços da Coreia do Sul (no primeiro plano) e da Coreia do Norte (no segundo plano) perto da Zona Desmilitarizada - Sputnik Brasil
Pyongyang diz a Seul que não abandonará programa nuclear sem tratado de paz
"O Ministério da Indústria de Energia Atômica da Coreia do Norte (MAEI), a Academia de Ciências de Defesa Nacional (ANDS), e a Administração do Desenvolvimento Aeroespacial Nacional (NADA), assim como dois indivíduos diretamente ligados a atividades de proliferação da Coreia do Norte, Choe Chun Sik e Kang Mun-Kil, por sua contribuição para atividades relacionadas a armas de destruição em massa", foram incluídos na lista de sancionados.

Nesta quarta-feira, o Conselho de Segurança das Nações Unidas aprovou uma resolução que impõe um novo pacote de sanções a Pyongyang, que incluem grandes limitações ao comércio e uma série de restrições econômicas e financeiras, prevendo também a realização de inspeções internacionais de todas as cargas que chegam ou deixam o país. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала