Rússia: continuam ocorrendo na Ucrânia graves repressões contra minorias nacionais

© Sputnik / Stringer / Abrir o banco de imagensProtestos em Kiev no dia 31 de agosto, 2015
Protestos em Kiev no dia 31 de agosto, 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergei Lavrov, ao participar da 31ª sessão do Conselho da ONU para os Direitos Humanos, disse que na Ucrânia continuam ocorrendo graves violações de direitos das minorias nacionais, aumentando a agressividade dos radicais nacionalistas.

Aviões Su-27 no aeródromo Belbek na Crimeia, Rússia - Sputnik Brasil
Ucrânia prepara exército para retomar a Crimeia
"Continuam as graves violações de direitos das minoria nacionais na Ucrânia. Na ausência de progressos na implementação de reformas políticas previstas pelo acordo de Minsk, aprovado pela resolução do Conselho de Segurança da ONU, na Ucrânia estão crescendo as agressividades dos nacionalistas radicais, com a conivência, às vezes com o apoio, das autoridades de Minsk, são abertamente realizadas marchas neonazistas, continuam as perseguições a dissidentes e ataques a templos da igreja Ortodoxa Russa", disse o ministro russo.

Segundo Lavrov, "investigações dos crimes em massa, incluindo os eventos em Kiev e Odessa, em fevereiro e em Maio de 2014 vem sendo postergadas, apesar do Conselho da Europa ter juntado esforços para achar os culpados e levá-los à justiça".

"Esperamos que as agências humanitárias e defensoras dos direitos humanos da ONU possam dar a todas estas questões a devida", acrescentou. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала