Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Exército sírio pode se reagrupar e levar a derrota final do Daesh durante cessar-fogo

© Sputnik / Ilya Pitalev / Abrir o banco de imagensSoldados do Exército sírio realizam ações militares contra terroristas nos arredores da cidade de Mhin, Síria, 20 de fevereiro de 2016
Soldados do Exército sírio realizam ações militares contra terroristas nos arredores da cidade de Mhin, Síria, 20 de fevereiro de 2016 - Sputnik Brasil
Nos siga no
O Exército sírio pode se reagrupar e se focar na luta contra o Daesh durante o cessar-fogo na Síria, segundo o especialista militar russo Aleksandr Perendzhiyev.

Soldado do Exército sírio nos arredores da cidade de Mhin, Síria, 20 de fevereiro de 2016 - Sputnik Brasil
Tropas sírias retomam cidade estratégica na rota de abastecimento de Aleppo
Em entrevista à agência noticiosa russa RIA Novosti, Perendzhiyev disse que o Exército sírio pode focar todos os seus esforços em uma ofensiva de grande escala contra o Daesh.

“O reagrupamento do Exército sírio no meio de cessar-fogo e o desejo de algumas forças oposicionistas de apoiar o presidente Bashar Assad na luta contra o terrorismo internacional pode ajudar a Síria a lidar com a ocupação do Daesh”, disse Perendzhiyev.

No entanto, o especialista é cético quanto à hipótese de todas as partes respeitarem o cessar-fogo de 14 dias.

Perendzhiyev não excluiu que os Estados Unidos possam acusar a Rússia e a Síria de minar o processo de paz. Isso poderá ser evitado somente se o Ministério da Defesa da Rússia realizar o monitoramento do cessar-fogo de forma eficaz.

“Os militares e diplomatas russos terão não somente de responder a possíveis ataques informacionais mas também de lidar com passos preventivos”, disse.

Perendzhiyev expressou a sua esperança de que o Ministério da Defesa russo já monitorize a situação na região e, se for necessário, apresente evidências de qualquer provocação à comunidade internacional.

Tropas pró-governamentais sírias tomam posições na cidade de Ain al-Hanash perto de al-Bab, província de Aleppo, Síria, 26 de janeiro de 2016 - Sputnik Brasil
Tropas sírias obrigam terroristas a retirar de Aleppo
Segundo o especialista, o monitoramento das ações da Arábia Saudita e Turquia que não querem desistir da ideia de derrubada de Bashar Assad e focar na luta real contra o terrorismo internacional.

Na segunda-feira (22) foi publicada a declaração conjunta dos EUA e da Rússia sobre a Síria, segundo a qual o cessar-fogo entre as tropas do governo sírio e os grupos armados da oposição deve começar em 27 de fevereiro, sem ser o mesmo, no entanto, aplicado ao Daesh, Frente al-Nusra e outras organizações que a ONU considera como terroristas.

Pouco antes de o cessar-fogo ter entrado em vigor o Conselho de Segurança da ONU adotou a resolução 2268 sobre o acordo russo-americano de cessar-fogo na Síria.

Desde o cessar-fogo, a Rússia está se focando no fornecimento da ajuda humanitária. Durante dois dias foram fornecidas 2,5 toneladas da alimentação às povoações nas províncias de Homs e Latakia que aderiram ao cessar-fogo.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала