Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Coreia do Norte está à beira de enfrentar novas sanções do Conselho de Segurança da ONU

© KCNAKim Jong-un, durante teste com submarino da Coreia do Norte.
Kim Jong-un, durante teste com submarino da Coreia do Norte. - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os EUA e a China chegaram a um acordo sobre o projeto de resolução do Conselho de Segurança da ONU que visa a ampliar o regime de sanções imposto a Coreia do Norte. O documento poderá ser levado à votação já nos próximos dias.

Segundo informou nesta quarta-feira (24) a agência Reuters, citando fontes diplomáticas na ONU, Pequim e Washington alcançaram finalmente um entendimento mútuo sobre o projeto de resolução. “É um projeto importante, longo e completo, que eu espero que seja aprovado nos próximos dias” – disse a fonte.

Cidadão sul-coreano participa do protesto contra testes nucleares da Coreia do Norte, 7 de janeio de 2016 - Sputnik Brasil
EUA e China pedem resposta adequada às provocações da Coreia do Norte
O Conselho de Segurança da ONU começou a trabalhar em uma resolução de novas sanções contra a Coreia do Norte, após Pyongyang ter anunciado em 6 de janeiro a realização de um teste bem sucedido de uma bomba de hidrogênio. Passado um mês, o país realizou o lançamento de um míssil de longo alcance para levar um satélite à órbita.

Ambas as ações provocaram uma forte reação da comunidade internacional e os EUA tomaram a iniciativa de apresentar ao Conselho de Segurança da ONU um projeto de resolução propondo a adoção de novas sanções contra Pyongyang. A China, maior aliada da Coreia do Norte, vinha discordando do projeto, mas acabou aderindo à proposta após o seu ministro das Relações Exteriores Wang Yi ter se reunido com o Secretário de Estados EUA John Kerry, nesta semana.

Soldados norte-americanos na cidade fronteiriço de Paju, Coreia do Sul, 7 de fevereiro de 2016 - Sputnik Brasil
Coreia do Sul ‘ignorará opinião da Rússia e China’ instalando defesa antimíssil dos EUA
A Rússia condenou igualmente as provocações de Pyongyang, mas alertou para um possível isolamento completo do país, o que, além de prejudicar ainda mais a sua população civil, poderia fechar de vez a perspectiva da resolução político-diplomática do problema nuclear da península coreana.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала