Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

'Nova economia espacial': Luxemburgo lança programa de mineração em asteroides

© Foto / NASA/Reid WisemanA Terra vista da Estação Espacial Internacional
A Terra vista da Estação Espacial Internacional - Sputnik Brasil
Nos siga no
Durante uma entrevista coletiva nesta quarta-feira (3), o ex-chefe da Agência Espacial Europeia, Jean-Jacques Dordain, anunciou, junto com o vice-primeiro ministro do Luxemburgo, Étienne Schneider, que o seu país irá lançar um programa no setor espacial.

Lua vista desde a zona Noroeste de Moscou - Sputnik Brasil
'Armadilhas frias': um segredo da Lua que ainda persiste
O site oficial do governo do Grande Ducado do Luxemburgo anunciou o site SpaceResources.lu (Recursos Espaciais, ainda está fora do ar). O objetivo é começar prospecção e a exploração de jazidas de minerais no espaço. As empresas estadunidenses Deep Space Industries e Planetary Resources são os parceiros.

Segundo Dordain, citado pelo jornal britânico The Financial Times, o alvo do projeto são os corpos celestes chamados de Objetos Próximos da Terra (NEO, ou Near Earth Objects, em inglês). São objetos que passam relativamente perto da Terra, inclusive no Cinturão de Asteroides.

O vídeo promocional do projeto, gravado com o patrocínio do governo do país, anuncia o início de uma nova "revolução industrial", com o uso da "economia espacial", que poderá suprir a falta de recursos no nosso planeta.

© Screenshot: SpaceResources.luO vídeo oficial do projeto mostra uma nave espacial lança uma sonda para explorar o espaço aéreo
O vídeo oficial do projeto mostra uma nave espacial lança uma sonda para explorar o espaço aéreo - Sputnik Brasil
O vídeo oficial do projeto mostra uma nave espacial lança uma sonda para explorar o espaço aéreo

As montanhas de textura esquisita nomeadas informalmente Tartarus Dorsa mostram as cores do planeta anão. - Sputnik Brasil
Opinião: EUA não têm o direito de explorar sozinhos os recursos naturais do espaço
Na coletiva de imprensa desta quarta, o ministro Schneider assegurou que a iniciativa não contradiz ao Tratado do Espaço Exterior (Tratado sobre os Princípios que Regem as Atividades dos Estados na Exploração e Utilização do Espaço Extrior, Incluindo a Lua e Outros Corpos Celestes), assinado em 27 de janeiro de 1967 pelos EUA, Reino Unido e União Soviética.

"Estas regras proíbem a apropriação do espaço e corpos celestes, mas eles não excluem a apropriação de materiais que podem ser encontrados lá", disse Schneider, citado pela BBC.

Jean-Jacques Dordain, que tinha chefiado a ESA, será o conselheiro do projeto.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала