Washington tem 'as chaves das relações' com o Irã

© AFP 2022 / TIZIANA FABIO presidente iraniano, Hassan Rohani (esquerda) e o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi (direita), em 25 de janeiro de 2015
O presidente iraniano, Hassan Rohani (esquerda) e o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi (direita), em 25 de janeiro de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O presidente do Irã, Hassan Rohani, que está agora na Itália, disse que espera poder viajar aos EUA.

Os Estados Unidos o receberão da mesma maneira que a Itália o recebeu, afirmou o presidente iraniano.

Porém, é Washington, e não Teerã, quem guarda "as chaves das relações sem tensão" entre os EUA e o Irã. Por sua parte, Teerã aceitará parcerias e projetos conjuntos com empresas norte-americanas, comentou Rohani.

"Alguns setores americanos devem compreender que a época das sanções está terminada. Os Estados Unidos devem olhar para o futuro, e não para o passado", disse o presidente iraniano durante uma entrevista coletiva em Roma no último dia da sua visita oficial.

© AFP 2022 / TIZIANA FABIO presidente iraniano, Hassan Rohani, durante a sua visita ao Vaticano, em 26 de janeiro
O presidente iraniano, Hassan Rohani, durante a sua visita ao Vaticano, em 26 de janeiro - Sputnik Brasil
O presidente iraniano, Hassan Rohani, durante a sua visita ao Vaticano, em 26 de janeiro

Mais cedo, os EUA libertaram a importação de tapetes, pistáchios e outros produtos tradicionais iranianos. A parte iraniana obteve a permissão para comprar aviões construídos nos EUA.

Brasil e Rússia

Vênus Capitolina, nos Museus Capitolinos, em Roma - Sputnik Brasil
Itália esconde esculturas nuas e vinho durante visita do presidente do Irã
O Irã tem estado ganhando relevância na agenda internacional desde meados do ano passado, após a aprovação do acordo sobre o programa nuclear iraniano (divulgado no Twitter com a hashtag #IranDeal — Acordo Iraniano). Moscou considerou isso, naquela altura, como uma "vitória diplomática".

Mas o acordo não significava o levantamento das sanções. Teerã estava se preparando. Já em 2016, depois do levantamento, foi anunciado que o Irã vai fornecer produtos lácteos à Rússia; já a Rússia fornecerá carne halal ao Irã.

A petrolífera russa Lukoil, por sua parte, anunciou que irá retomar prospecção no país.

O comércio e as relações bilaterais iraniano-brasileiras também têm umas perspectivas prometedoras.

Chanceler russo Sergei Lavrov, o chanceler chinês Wang Yi e o chanceler iraniano Mohammad Javad Zarif durante a reunião trilateral da Conferência de Alto Nível de Segurança e Estabilidade na região de Organização de Cooperação para Segurança de Xangai - Sputnik Brasil
Rússia, Irã e China: um novo paradigma mundial?
Sanções…

Em 16 de janeiro, os EUA e a União Europeia anunciaram o fim formal das sanções, impostas à República Islâmica do Irã em 2003 por causa do programa nuclear iraniano, cujo objetivo, na visão de vários representantes da comunidade internacional, era a criação de uma bomba nuclear.

…estão de volta

Porém, no dia seguinte, Washington voltou a impor novas sanções, desta vez, ligadas ao programa de mísseis balísticos.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала