EUA: conter a Rússia é prioridade de comando na Europa

© REUTERS / Jonathan ErnstChefe das forças da OTAN na Europa, general Philip Breedlove
Chefe das forças da OTAN na Europa, general Philip Breedlove - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
O comando europeu das forças armados dos EUA na Europa (EUCOM) determinou a “contenção da agressão da Rússia” como principal prioridade no continente. A informação foi divulgada na no estratégia da EUCOM, em seu site oficial.

Museu de História do Estado e Kremlin de Moscou - Sputnik Brasil
História repete-se: general chama Rússia de ‘ameaça para os EUA’
Segundo o documento, elaborado pelo chefe das forças da OTAN na Europa, general Philip Breedlove, a Rússia é representada como a principa ameaça por “não respeitar a soberania dos seus vizinhos na Europa”, aumentando sua força no ártico, além das suas ações fora da esfera de responsabilidade da EUCOM, em particular na Síria. 

"A Rússia lança um sério desafio para nossos aliados e parceiros em diferentes regiões, é um problema global que requer uma resposta global", diz o texto.

Este documente representa uma mudança significativa em comparação com a estratégia de 2012, no qual a Rússia foi apresentada como um potencial parceiro com quem “se pode construir relações-chave”.

Caças Su-25 durante o ensaio geral da parada militar em homenagem ao 70 aniversário da vitória na Segunda Guerra Mundial de 1941-1945. - Sputnik Brasil
Doutrina militar da Rússia será alinhada à nova Estratégia de Segurança do país
Entre outras prioridades apontadas pela estratégia, destacam-se o trabalho da OTAN, a defesa dos interesses estratégicos dos EUA, a oposição a ameaças interestaduais, garantindo a prontidão de combate das forças armadas, e manutenção de relações-chave.

A estratégia atualizada da EUCOM indicou também que 2015 foi um dos anos mais "carregados" para o comando desde o fim da Guerra Fria. Segundo o texto, a redução do número de tropas americanas na região nos últimos 25 anos, em termos do comando dos EUA, colocou a estabilidade na Europa em risco.

As autoridades ocidentais têm repetidamente acusado a Rússia de "agressão", em particular, devido ao fato de que as tropas russas supostamente estariam presentes no território do leste da Ucrânia durante o conflito interno do país. Moscou reitaradaemnte negou estas acusações. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала