EUA planejam instalar novíssimos drones de ataque na Coreia do Sul

© AFP 2022 / Exército dos EUADrones de ataque a mísseis Grey Eagle na base norte-americana no Afeganistão, 11 de abril de 2012
Drones de ataque a mísseis Grey Eagle na base norte-americana no Afeganistão, 11 de abril de 2012 - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os EUA pretendem instalar na Coreia do Sul os novíssimos drones MQ-1C Grey Eagle que podem realizar não somente voos de reconhecimento, mas também ataques com mísseis, informou a mídia sul-coreana.

Segundo o jornal sul-coreano Chosun Ilbo, em julho os Estados Unidos planejam instalar na Coreia do Sul veículos aéreos não tripulados que, em termos de suas caraterísticas, são superiores aos drones que foram usados no Iraque e Afeganistão. Estes drones são equipados com câmeras de visão noturna, têm uma autonomia de 30 horas e são destinados a monitorizar as áreas na zona desmilitarizada entre as duas Coreias.

Bombardeiro B-52 da Força Aérea dos EUA - Sputnik Brasil
Avião estadunidense enfrenta ‘resposta nuclear’ da Coreia do Norte
Usando os novos drones, as Forças Armadas dos EUA e da Coreia do Sul serão capazes de atacar helicópteros e tanques do inimigo a distância de cerca de 8 km. Por isso, cada drone é equipado com quatro mísseis antitanque Hellfire e quatro bombas inteligentes GBU-44/B. Para além disso, pode ser equipado com mísseis ar-ar Stringer, de acordo com a fonte.

Os EUA iniciaram uma nova fase de instalação de armas estratégicas na Coreia do Sul após o teste nuclear alegadamente realizado pela Coreia do Norte no início de janeiro.

Washington já posicionou ali bombardeiros estratégicos B-52, capazes de transportar até 31 toneladas de bombas.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала