Aviões russos na Síria alvejam 600 instalações terroristas nos últimos 4 dias

© Foto / Ministério da Defesa da RússiaAvião Su-25 russo decola da base aérea de Hmeymim na Síria
Avião Su-25 russo decola da base aérea de Hmeymim na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nos últimos 4 dias, a Força Aeroespacial russa realizou 157 missões, alvejando cerca de 600 instalações terroristas na Síria, informou o Ministério da Defesa da Rússia na terça-feira (19).

"Durante os últimos 4 dias, os aviões do grupo aéreo russo na República Árabe da Síria realizaram 157 missões contra 579 infraestruturas terroristas nas províncias de Aleppo, Deir ez-Zor, Homs, Hama, Raqqa e Latakia", disse Konasehkov.

Grupo aéreo russo na base de Hmeymim, na Síria - Sputnik Brasil
Aviação russa bombardeou 1.097 instalações dos terroristas na Síria em 2016
Um Su-34 russo realizou ataques contra algumas posições do Daesh na província de Latakia. Em resultado do ataque, foram eliminados 20 militantes e 4 veículos equipados com metralhadoras, disse aos jornalistas o representante do Ministério da Defesa russo, Igor Konashenkov.

Ao mesmo tempo, afirmou o militar russo, mais de 40 toneladas de ajuda humanitária foram levadas para as regiões sírias que estão sob o controle dos terroristas, inclusive para os habitantes da cidade de Deir ez-Zor.

"O comando do grupo aéreo russo na República Árabe da Síria continua realizando a operação humanitária de fornecimento de alimentos e bens de primeira necessidade para as regiões bloqueados pelos terroristas. Assim, ontem (18), foram enviadas mais de 40 toneladas de cargas humanitárias para os habitantes da cidade de Deir ez-Zor, bloqueada pelos militantes, e para outras regiões", disse Konashenkov.

Sergei Rutskoi, vice-chefe do departamento operacional do Estado-Maior das Forças Armadas da Rússia durante a coletiva do Ministério da Defesa russo. 2 de fevereiro, 2015 - Sputnik Brasil
Estado-Maior: Daesh perdeu controle sobre 217 povoados desde início da operação russa
Segundo Konashenkov, as cargas humanitárias incluem rações de combate enviadas pelo Ministério da Defesa russo e produtos alimentícios não perecíveis enviados pelo governo sírio.

"Segundo as informações fornecidas à liderança síria, nas povoações onde a ajuda humanitária foi descarregada, todos os bens foram recebidos e estão sendo distribuídos entre os habitantes locais", acrescentou o militar russo.

O Ministério da Defesa russo afirmou que os terroristas realizam cada vez mais frequentemente ataques provocatórios contra os civis e, depois, acusam as tropas governamentais sírias de fazerem isso, afirmou Konashenkov.

"Não tendo a oportunidade de parar a ofensiva das tropas governamentais, os terroristas disparam cada vez mais frequentemente armas de artilharia e morteiros contra as povoações, para acusar depois as tropas governamentais sírias", disse.

Soldados do Exército de Libertação Popular da China desfilam durante a parada militar em homenagem aos 70 anos da vitória na Segunda Guerra Mundial, Pequim, China, 3 de setembro de 2015 - Sputnik Brasil
China pode se juntar à Rússia no combate ao Daesh
Para além disso, um Su-25 russo eliminou um campo de rebeldes do Daesh na província síria de Homs, usando as informações da oposição patriótica síria. Nas províncias de Raqqa e Aleppo, a Força Aeroespacial russa eliminou uma estação de bombeamento de petróleo, um grande armazém de combustível e 23 caminhões-tanque. Nas províncias de Aleppo e Hama, aviões russos eliminaram um armazém de armas e uma coluna de veículos todo-o-terreno equipados com morteiros e metralhadoras de grande calibre.

A campanha aérea da Rússia foi lançada no dia 30 de setembro de 2015, quando mais de cinquenta aviões de guerra russos, incluindo Su-24M, Su-25 e Su-34, iniciaram ataques aéreos de precisão contra alvos do Estado Islâmico na Síria, a pedido do presidente sírio, Bashar Assad.  

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала