Membros do Conselho de Segurança da ONU debatem Síria em Genebra

© Sputnik / Michael Alaeddin / Abrir o banco de imagensPosto de controle do exército governamental na Síria
Posto de controle do exército governamental na Síria - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Genebra sediou nesta quarta-feira (13) um encontro internacional entre representantes de cinco países-membros do Conselho de Segurança da ONU dedicado à regulação da crise síria. O evento conta com a participação do mediador da Organização das Nações Unidas (ONU) para a Síria Staffan de Mistura.

Duas bandeiras nacionais da Síria e os funcionários do governo incepcionando os danos na cidade de Homs, Síria - Sputnik Brasil
Autoridades sírias confirmam participação nas negociações em Genebra
Segundo informou um correspondente da Sputnik presente no local, os EUA foram representados no encontro pela assessora do Secretário de Estado para Oriente Médio Anne Patterson, a França – pelo diretor político do Ministério do Exterior Nicolas de Rivière, o Reino Unido — pelo diretor político Simon Gass, a China — pelo diretor político do Ministério do Exterior Li Junhua. O lado russo é representado pelo conselheiro sênior da missão permanente da Rússia junto à ONU em Genebra, Alexey Goltyaev.

Os lados discutiram os preparativos das negociações de paz na Síria entre representantes do governo e da oposição do país árabe, marcadas para acontecer em 25 de janeiro, em Genebra. Outro tópico debatido foi a necessidade de garantir o acesso de ajuda humanitária às populações carentes da Síria.

Ao fim da reunião Staffan de Mistura destacou a extrema importância do encontro para a regulação da crise síria.

Sede da ONU - Sputnik Brasil
ONU: negociações de paz na Síria devem começar em 25 de janeiro
"Esse encontro foi extremamente importante para o progresso no âmbito das negociações de Genebra. Existem muitas questões e devemos debatê-las" – disse o moderador.

A Síria vive desde 2011 em estado da guerra permanente e, segundo os dados da ONU, já perdeu mais de 230 mil pessoas. As tropas do governo sírio combatem vários grupos rebeldes e organizações militares, bem como grupos terroristas, inclusive o Daesh e a Frente al-Nusra, ambos proibidos na Rússia.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала