Kiev conta com ajuda militar dos EUA

© Sputnik / Nikolai Lazarenko / Abrir o banco de imagensParada militar em Kiev no Dia da Independência da Ucrânia
Parada militar em Kiev no Dia da Independência da Ucrânia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A Ucrânia espera receber armamentos norte-americanaos pela primeira vez em 2016, disse o embaixador ucraniano para os EUA, Valeri Chaly, na televisão ucraniana na segunda-feira (12).

Ele fez lembrar que o Congresso americano está considerando adotar leis sobre a ajuda militar à Ucrânia e que o orçamento do país prevê 658 milhões de dólares a serem canalizados para este objetivo.  

“Estes projetos de lei estão precisamente voltados para implementar, através de fornecimentos concretos, as decisões políticas gerais sobre a ajuda militar e apoio na área de segurança”, afirmou o embaixador.

Representante oficial da chancelaria russa Maria Zakharova durante a entrevista coletiva semanal, 26 de novembro de 2015 - Sputnik Brasil
Chancelaria russa: Processo Minsk-3 anunciado por Kiev é uma afirmação 'analfabeta'
No entanto, o senador americano do partido republicano, Lindsey Graham, disse nesta segunda-feira que os EUA não planejam uma votação sobre o fornecimento de armas letais à Ucrânia no futuro próximo. No entanto, ele destacou que o número de senadores que estão a favor de tal medida está aumentando. 

Antes foi comunicado que o presidente Barack Obama assinou o orçamento para o ano de 2016, no qual estão previstos 300 milhões de dólares para “a assistência devida na área da segurança e inteligência” à Ucrânia. 

Mais tarde a embaixada ucraniana disse que Washington decidiu aumentar o volume da ajuda militar até 658 milhões, incluindo o fornecimento de armas letais de caráter defensivo.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала