Aviação russa bombardeou 1.097 instalações dos terroristas na Síria em 2016

Nos siga noTelegram
Aviação russa fez 311 surtidas e bombardeou 1.097 instalações dos terroristas na Síria desde o início de 2016.

Aviação russa fez 311 surtidas e bombardeou 1.097 instalações dos terroristas na Síria desde o início de 2016.

Bombardeiro russo Su-34 decola da base aérea russa de Hmeymim na Síria - Sputnik Brasil
Sucesso da aviação russa na Síria contribui para êxitos no combate contra Daesh no Iraque
Nestes 11 dias, a Força Aeroespacial russa atacou a infraestrutura dos militantes, instalações para extrair e refinar petróleo, locais de concentração de combatentes e equipamentos militares.

Segundo o Estado-Maior, os terroristas sofrem grandes perdas por causa dos bombardeios da aviação russa e, graças a isso, o exército sírio continua o avanço. 

O tenente-general Sergei Rudskoy destacou que, durante o último mês e meio, mais de 150 cidades e vilas foram libertadas na Síria com o apoio das forças russas.

O Ministério também enumerou as cinco províncias em que as operações têm sido especialmente bem sucedidas. São Aleppo, Latakia, Hama, Homs e Raqqa. Nomeadamente, em Latakia o exército sírio conseguiu retomar o controle das alturas estratégicas e libertar seis povoações-chave. Em Homs foi retomada a cidade de Mahin.

Além disso, as fileiras das milícias patrióticas pró-governo estão continuamente aumentando. Na segunda-feira (11) as forças russas apoiaram por meio de ataques aéreos o avanço de onze destacamentos das forças patrióticas, que possuem mais de 7 mil combatentes. 

No entanto, Sergei Rudskoy frisou que os terroristas continuam recebendo reforços através da Turquia, apesar de todos os esforços da comunidade internacional.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала