Estudante turco ataca professor judeu na França em nome do Daesh

© AFP 2022 / BERTRAND LANGLOIS / Abrir o banco de imagensEscola judaica La Source em Marseille, França
Escola judaica La Source em Marseille, França - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Um estudante turco, de origem curda, que atacou um professor judeu em Marseille nesta segunda-feira disse ter agido em nome do grupo terrorista do Daesh, segundo informou a promotoria da cidade francesa.

Presidente da Rússia Vladimir Putin e o Presidente da França François Hollande na entrevista coletiva no Kremlin - Sputnik Brasil
Hollande: destruição do Daesh é objetivo comum da França e Rússia
"Ele alegou ter agido em nome de Alá e do Estado Islâmico, repetindo várias vezes ter agido em nome do Daesh", afirmou o promotor Brice Robin em coletiva de imprensa. 

O rapaz, de 15 anos, que estava armado com duas facas, feriu levemente o seu professor antes de ser detido, num ataque que o ministro do Interior, Bernard Cazeneuve, descreveu mais cedo com uma "agressão antissemita brutal". 

A França possui as maiores populações judia e muçulmana da Europa. Incidentes motivados por ódio racial e religioso têm sido recorrentes no país desde o atentado do último 13 de novembro, quando jihadistas ligados ao Daesh mataram 130 pessoas e deixaram outras 300 feridas nas cidades de Paris e Saint-Denis, colocando todo o continente em alerta máximo. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала