Polícia mata homem com cinto de explosivos em tentativa de invasão a delegacia de Paris

© AFP 2022 / LIONEL BONAVENTURE Polícia francesa na Rue des Islettes, perto da estação de metrô Barbes-Rochechouart, no norte de Paris. 7 de janeiro de 2016.
Polícia francesa na Rue des Islettes, perto da estação de metrô Barbes-Rochechouart, no norte de Paris. 7 de janeiro de 2016. - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A polícia francesa matou um homem armado com uma faca e, supostamente, com um cinto de explosivos, que estava tentando invadir uma delegacia de polícia no 18º Distrito de Paris, segundo informou o canal de televisão BFMTV nesta quinta-feira (7).

​De acordo com informações preliminares, a polícia abriu fogo contra o agressor, que morreu pouco depois.

Solidariedade às vítimas do massacre do Charlie Hebdo - Sputnik Brasil
Atentado ao ‘Charlie Hebdo’ completa um ano
​A estação de rádio France Info informou mais cedo que o homem estava usando um cinto de explosivos e gritou "Allahu Akbar!" enquanto tentava invadir o local.

Uma testemunha ouviu vários tiros e disse que a polícia isolou a área do incidente.

O ministro do Interior da França, Bernard Cazeneuve, está a caminho para a delegacia de polícia, de acordo com o porta-voz da pasta, Henri Brande.

"O homem podia estar vestindo algo que poderia ser um cinto suicida", disse o porta-voz, citado pela BFMTV, acrescentando que é muito cedo para determinar se o dispositivo era ou não funcional.

Segundo a Reuters, fontes do sindicato da polícia disseram que o cinto era falso.

"O homem tinha um cinto, mas era falso. O esquadrão antibomba confirmou que era uma farsa", disse a fonte.

O incidente ocorreu no aniversário do ataque ao Charlie Hebdo, ocorrido em Paris em 7 de janeiro de 2015. Na ocasião, dois homens armados invadiram o escritório da revista satírica e abriram fogo, matando 12 pessoas, incluindo dois policiais.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала