Coalizão internacional matou 2,5 mil militantes do Daesh em dezembro

© AP Photo / Osama SamiPosição do Daesh após ataque aéreo da coalizão internacional
Posição do Daesh após ataque aéreo da coalizão internacional - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A coalizão internacional liderada pelos EUA matou, em dezembro passado, cerca de 2,5 mil combatentes do grupo radical Daesh (também conhecido como Estado Islâmico). A maioria foi morta durante ataques aéreos na Síria e no Iraque, informou nesta quarta-feira (6) um porta-voz do Exército norte-americano.

Forças de segurança do Iraque se preparam para avançar ao centro da cidade de Ramadi, Iraque, 24 de dezembro de 2015 - Sputnik Brasil
‘Ministro da defesa’ do Daesh é eliminado em ataque aéreo no Iraque
O coronel Steve Warren disse ainda que, desde o início dos ataques aéreos, em agosto de 2014, o Daesh perdeu 22 mil quilômetros quadrados, ou seja, 40% do território que controlava no Iraque e cerca de 2 mil km2, 10%, na Síria.

“Consideramos que o Estado Islâmico se encontra atualmente numa posição defensiva”, afirmou Steve Warren, adiantando que o grupo “atingiu o ponto alto de suas operações ofensivas por volta de maio, mas desde vem perdendo terreno”.

Apesar do número de jihadistas mortos ser significativo, considera-se que o Daesh pode reabastecer suas fileiras com alguma rapidez, graças ao excesso de jovens sem ocupação nos países vizinhos, nos quais a situação económica e política é difícil.

Os Estados Unidos calculavam no ano passado que existiriam entre 20 mil e 30 mil membros do Daesh no Iraque e na Síria, número repetido hoje pelo coronel Warren.

Moradores de um vilarejo cristão destruído pelo Daesh no nordeste da Síria - Sputnik Brasil
Coalizão internacional: Daesh perdeu 40% de seu território no Iraque e 20% na Síria
Sobre as derrotas do Daesh na Síria e no Iraque, o coronel disse que elas têm como contraponto a conquista de novos territórios, por exemplo na Líbia, onde os fundamentalistas tentam controlar vários terminais petrolíferos em diferentes portos.

A estratégia da coalizão internacional contra o Daesh tem sido atacar a infraestrutura petrolífera utilizada pelo grupo extremista para se financiar, informou Agência Brasil.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала