Direita venezuelana assume controle do parlamento reforçando ameaça de golpe

© REUTERS / Marco BelloHenry Ramos Allup, novo presidente da Assembleia Nacional da Venezuela
Henry Ramos Allup, novo presidente da Assembleia Nacional da Venezuela - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Os deputados da direita venezuelana prestaram juramento nesta terça-feira, no parlamento do país, reiterando suas intenções de anistiar supostos presos políticos e promover uma mudança forçada no governo, com a saída do presidente Nicolás Maduro.

Liderados pelo novo presidente da Assembleia Nacional, Henry Ramos Allup, 109 deputados da oposição cumpriram as formalidades da ocasião. Como três dos parlamentares da coalizão antichavista Mesa de Unidade Democrática (MUD) não tiveram suas credenciais aceitas pela comissão encarregada da transferência de poder, por enfrentarem contestações judiciais, a direita não conseguiu, na sessão inicial, alcançar a maioria qualificada de dois terços da Casa (112 de 167 vagas). 

Segundo a TeleSur, além de defender a anistia e o golpe parlamentar, os deputados da oposição também deixaram claro em seus discursos, mais uma vez, o seu desejo de implementar um modelo neoliberal na Venezuela, rompendo com a atual política econômica do país. 

Caso consiga manter os seus 112 deputados, a oposição, que aguarda decisão da justiça venezuelana, terá a quantidade de cadeiras necessárias para emendar a Constituição, destituir altos funcionários e aprovar uma Assembleia Constituinte. 

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала