Sudão segue Bahrein e Arábia Saudita e corta relações com o Irã

© AFP 2022 / KHALED DESOUKICartum, capital do Sudão, cortada pelo Rio Nilo
Cartum, capital do Sudão, cortada pelo Rio Nilo - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
Nesta segunda-feira (4), o Sudão anunciou a decisão de expulsar o embaixador do Irã em Cartum; horas mais tarde, o país se juntou à Arábia Saudita e ao Bahrein e decretou o rompimento dos laços com a República Islâmica, segundo a agência de notícias saudita SPA.

De acordo com a fonte, o chefe da Administração Presidencial do Sudão notificou por telefone o vice-príncipe herdeiro e ministro da Defesa da Arábia Saudita Muhammad bin Salman a respeito da decisão de expulsar o embaixador iraniano e de convocar o enviado do Sudão no Irã.

"Durante a conversa, o tenente-general Tah [chefe da Administração Presidencial do Sudão] disse que o Sudão decidiu expulsar o embaixador iraniano do país com o resto da missão diplomática e retirar o seu embaixador no Irã", informou a SPA.

Polícia indiana reprime manifestantes xiitas da Caxemira durante um protesto contra a execução do clérigo Nimr al-Nimr pela Arábia Saudita - Sputnik Brasil
Protestos contra execução de clérigo xiita pela Arábia Saudita se alastram pelo mundo
Segundo a agência, o representante do Sudão reafirmou a solidariedade com a Arábia Saudita e condenou a suposta interferência do Irã na região.

No domingo (3), a Arábia Saudita disse que iria cortar os laços com o Irã após dois de seus postos diplomáticos terem sido atacados em Teerã e na cidade de Mashhad, ambas na República Islâmica. O Bahrein, em seguida, seguiu o exemplo de Riad e anunciou nesta segunda-feira o rompimento das relações diplomáticas com o Irã.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала