Ucrânia deixa de cumprir suas obrigações perante Rússia sob influência da União Europeia

© Sputnik / Pyotr Zadorozhny / Abrir o banco de imagensManifestação a favor de integração europeia em Kiev, Ucrânia
Manifestação a favor de integração europeia em Kiev, Ucrânia - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A União Europeia incentiva a Ucrânia de violar as suas obrigações bilaterais em relação à Rússia e no âmbito da zona de livre comércio da Comunidade dos Estados Independentes, disse em entrevista à RIA Novosti a diretora do departamento de informação e imprensa da chancelaria russa, Maria Zakharova.

Oleg Barna, deputado da Rada, remove o primeiro-ministro Arseniy Yatsenyuk da tribuna, depois de lhe apresentar um buquê de rosas, durante a sessão do parlamento em Kiev, Ucrânia, 11 de dezembro de 2015 - Sputnik Brasil
Bloomberg: Ucrânia está à beira do suicídio político
Em 21 de Dezembro, se realizou em Bruxelas um encontro final ao nível de ministros para discutir as preocupações da Rússia em relação à intenção da Ucrânia e União Europeia de aplicar desde 1 de janeiro de 2016 a parte económico-comercial do acordo de associação assinado entre Kiev e Bruxelas em 2014. As negociações sobre a zona de livre comércio entre as partes terminaram sem êxito.

“Com efeito, estamos desiludidos porque tentamos atingir um acordo de forma sincera e insistente. Os nossos especialistas realizaram 16 rodadas de negociações, mas tudo foi em vão. Aconteceu que o consentimento da UE e da Ucrânia de adiar por um ano a implementação da parte económico-comercial do acordo de associação foi somente uma manobra e um rodeio tático. Na realidade nem Kiev, nem Bruxelas pretendiam chegar ao acordo sobre alguma coisa”, disse Zakharova.

Situação econômica na Ucrânia - Sputnik Brasil
Rússia rompe acordo de livre comércio com a Ucrânia
Segundo a diplomata russa, durante bastante tempo, a Ucrânia continuou a ajustar a sua legislação às exigências do acordo com a UE. O bloco europeu não deu muita importância a este fato dizendo que isso é “uma escolha soberana” da Ucrânia.

“Com efeito, fazem com que a Ucrânia não cumpra as suas obrigações bilaterais em relação a nós, bem como no âmbito da zona de livre comércio da Comunidade dos Estados Independentes, apresentam tudo isso para nós como uma situação habitual e pedem para não reagir”, afirmou Zakharova.

Desde 1 de janeiro de 2016, a Ucrânia passa a integrar a zona de livre comércio com a UE. A Rússia vê-se obrigada a suspender o acordo sobre a zona de livre comércio com a Ucrânia e, consequentemente, introduz taxas alfandegárias sobre as importações provenientes do país vizinho.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала