Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

EUA ampliam sanções econômicas contra Rússia

© WikipediaDepartamento de Tesouro dos Estados Unidos, em Washington DC
Departamento de Tesouro dos Estados Unidos, em Washington DC - Sputnik Brasil
Nos siga no
Os Estados Unidos impuseram novas sanções econômicas contra a Rússia nesta terça-feira (22). A informação foi divulgada no site do Departamento do Tesouro dos EUA.

As novas restrições impostas atingem bancos, organizações empresas e mais 34 pessoas físicas e jurídicas, que, segundo as autoridades norte-americanas estariam envolvidas com a crise da Ucrânia.

Membros das Forças Armadas da Ucrânia - Sputnik Brasil
DNW: sanções contra Rússia encorajam política agressiva da Ucrânia em Donbass
"O passo adotado hoje confirma o compromisso dos EUA para encontrar formas de solução diplomática para a crise na Ucrânia, que são apoiadas pelas nossas sanções contra a Rússia", diz o Departamento do Tesouro.

Em 30 de julho de 2015 o Departamento do Tesouro dos EUA anunciou uma lista negra que incluía 11 pessoas físicas e mais 15 jurídicas. Entre os atingidos pelas restrições, estavam o empresário russo Roman Rotenberg e o filho do ex-presidente da Ucrânia, Victor Yanukovich.

O porta-voz do presidente da Rússia, Dmitry Peskov, por sua vez, classificou a extensão da lista de sanções dos Estados Unidos como uma continuidade da linha hostil em relação à Rússia. Segundo ele, Moscou irá analisar a decisão dos EUA e desenvolver uma contra-resposta. 

"Na verdade, isso é uma continuação da lógica contraditória e da linha hostil em relação à Federação Russa. Na verdade, trata-se da continuação de uma linha que tem um efeito devastador sobre as relações bilaterais", disse Peskov a jornalistas quando questionado sobre a expansão da lista de sanções dos Estados Unidos.

"Estas decisões primeiramente serão analisadas, e, em seguida, serão acumuladas as propostas sobre possíveis contramedidas. Mais uma vez, como é sabemos, em tais casos, o princípio da reciprocidade prevalece", frisou o porta-voz.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала