Cadastro bem-sucedido!
Por favor, siga o link da mensagem enviada para

Resolução sobre a Síria mostra que 'Putin tinha razão'

© Sputnik / Valery Melnikov / Abrir o banco de imagensAeródromo militar de Marj al-Sultan retomado pelo Exército sírio no sudeste de Damasco, Síria, 19 de dezembro de 2015
Aeródromo militar de Marj al-Sultan retomado pelo Exército sírio no sudeste de Damasco, Síria, 19 de dezembro de 2015 - Sputnik Brasil
Nos siga no
O Conselho de Segurança da ONU adotou uma resolução com um plano para estabelecer uma paz duradoura na Síria, confirmando que a visão russa da situação no país mergulhado na guerra tem sido correta, informa o jornal argelino L’Expression.

Conselho de Segurança da ONU - Sputnik Brasil
Conselho de Segurança aprova resolução sobre processo de paz na Síria
Moscou tem reiterado que o conflito na Síria não pode ser resolvido através da  derrubada do presidente do país, Bashar Assad, e que o destino do país deve ser decidido pelo povo sírio. A resolução aprovada por unanimidade na sexta-feira (18) não prevê a saída de Assad como precondição para iniciar o processo de paz no país mas propõe prazos para o cessar-fogo e a realização de eleições democráticas.

O presidente russo Vladimir Putin, destaca o jornal, “lembrou à comunidade internacional que a Rússia é um país cuja posição deve ser tomada em consideração no tabuleiro de xadrez geopolítico. Ninguém pode transformar o planeta sem falar com a Rússia. Moscou quer pôr fim ao mundo unipolar”.

Voto no Conselho de Segurança da ONU - Sputnik Brasil
Unânime: ONU adota resolução contra financiamento a terroristas
Segundo o L’Expression, a resolução do Conselho de Segurança da ONU fará com que a Arábia Saudita e a Turquia fiquem descontentes. Riad usa petrodólares e armas para se tornar um país-chave no Oriente Médio. É por isso que tenta enfraquecer qualquer país que não apoie as suas aspirações, inclusive o Irã.

“A Arábia Saudita utilizou somente 15 dos seus 400 aviões militares para realizar missões contra o Daesh na Síria. [Ao mesmo tempo], cerca de 100 aviões participam da campanha liderada pelos sauditas contra os houthis no Iêmen”, destacou o jornal argelino. Riad está mobilizando o seu potencial militar contra os xiitas e não contra o Daesh ou a al-Qaeda.

Conselho de Segurança da ONU - Sputnik Brasil
ONU pode restringir Turquia
Tendo em conta que a Arábia Saudita considera como ameaça os xiitas e não o Daesh, o país faz todos os possíveis para derrubar Assad, destaca a mídia. Entretanto, a operação antiterrorista russa na Síria veio criar obstáculos a este objetivo.

Riad, segundo o L’Expression, tem feito tudo para deter a Rússia na Síria. De acordo com informações não confirmadas, a Arábia Saudita ofereceu à Rússia 10 bilhões de dólares para parar a sua campanha aérea mas recebeu uma resposta negativa.

Também é pouco provável que a Turquia saúde a resolução mais recente do Conselho de Segurança da ONU. Algumas semanas antes foram divulgadas imagens de satélite que mostram os itinerários que militantes do Daesh usam para contrabandear petróleo para a Turquia. Informações recentes dizem que a Turquia também apoiou este grupo terrorista.

Feed de notícias
0
Antigas primeiroRecentes primeiro
loader
AO VIVO
Заголовок открываемого материала
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала