Líbia considera pedir à Rússia que realize ataques aéreos contra o Daesh

© Sputnik / Maxim Blinov / Abrir o banco de imagensSu-34 bomber jet
Su-34 bomber jet - Sputnik Brasil
Nos siga noTelegram
A formação de um governo de união nacional pode abrir o caminho para que se solicite à Rússia que execute ataques aéreos contra o Daesh.

Manifestantes queimam retratos de Muammar Khaddafi em Benghazi - Sputnik Brasil
Assassinato de Khaddafi pela OTAN transforma Líbia em novo reduto do Daesh
O pedido para que a Rússia lance ataques aéreos contra o Daesh só pode ser formalizado após a formação de um governo de união nacional. Este governo — e só ele — poderá tomar tal decisão, afirmou à Sputnik o ministro de Relações Exteriores do governo de Trípoli.

"Essa decisão só pode ser tomada quando o governo de união nacional estiver formado. Ele (governo) deve tomar essa decisão. Estamos agora lutando para formar tal governo", afirmou Abu Zaakouk.

O governo líbio reconhecido internacionalmente, baseado em Tobruk, e seu rival de Trípoli assinaram um acordo negociado junto à ONU no dia 17 de dezembro para formar um governo de união nacional e tentar encerrar as hostilidades.

A Líbia vive estado de caos há anos após os protestos da Primavera Árabe, em 2011, deram início a uma guerra civil. Uma intervenção militar do Ocidente ajudou islâmicos rebeldes a derrubar o governo de Muammar Khaddafi.

A instabilidade que reina na Líbia desde 2011 facilitou o surgimento de vários grupos militantes, inclusive o Daesh, também conhecido como Estado Islâmico.

Feed de notícias
0
Para participar da discussão
inicie sessão ou cadastre-se
loader
Bate-papos
Заголовок открываемого материала